Live com André Araújo discute laboratório de desenvolvimento

Publicado segunda-feira, 22 de março de 2021 às 18:27 h | Atualizado em 22/03/2021, 21:24 | Autor: Da Redação

A Live de Roteiristas apresenta mais uma edição nesta terça, 23, às 16h, desta vez abordando o tema "Laboratórios de Desenvolvimento", com o produtor cultural André Araújo. A partir das experiências desenvolvidas por ele durante o processo de estudos enquanto pesquisador, sendo também sócio-fundador do Laboratório Audiovisual e organizador do NordesteLAB.

André vai abordar na Live de Roteiristas a importância de participar desses labs para impulsionar e fortalecer projetos audiovisuais. Tal fato acontece, por exemplo, ao ter o contato com players diversos e receber feedbacks de especialistas nesses espaços.

Cada laboratório tem o seu foco e nessa imersão de troca de conhecimento, serão discutidos  a experimentação no campo do Audiovisual com exemplo de vivências, dinâmicas ligadas diretamente com a criatividade de propor novas ações e o desenvolvimento da criatividade e habilidades técnicas para ir além.

Para a jornalista e cineasta Ceci Alves, esse modelo de negócio audiovisual contempla o projeto desde a sua essência e prevê adequação às exigências de mercado com intuito do produto ser mais vendável. Outro ponto importante foi o reconhecimento da Ancine, que colocou o laboratório de desenvolvimento como uma de suas linhas.

"A importância destes laboratórios é que eles dão conta de um ambiente de mercado constituído. Seja brasileiro ou internacional e tem também uma característica formativa que é importante para este mercado", pontua.

“Ao convidar André, pensamos justamente nos laboratórios oferecidos pelo Nordeste Lab para jovens realizadores, para universitários, para projetos, que se somam a eventos como o Br Lab e o Laboratório Novas Histórias, que são muito procurados aqui no Brasil. Os realizadores são provocados a pensar para além do conteúdo, também em propostas de produção, o que equilibra os aspectos que devem ser considerados no momento de um pitching”, avalia a produtora audiovisual Carollini Assis.

Publicações relacionadas