Bahia deixa de arrecadar R$ 79 milhões em ICMS com suspensão do São João, aponta estudo

Publicado sexta-feira, 18 de junho de 2021 às 19:35 h | Atualizado em 18/06/2021, 19:36 | Autor: Da Redação

O cancelamento do São João na Bahia pelo segundo ano consecutivo, em razão da pandemia de Covid-19, vai causar um impacto grande na arrecadação do estado. De acordo com o mais recente levantamento da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan), só de ICMS a Bahia vai deixar de arrecadar cerca de R$ 79 milhões, somados a outros fatores aliados à crise sanitária.

Neste ano, a perspectiva é que quase 1,5 de baianos, como acontece normalmente, deixem de viajar para o interior. O governo tem adotado medidas para desencorajar o turismo e os festejos juninos, como a proibição do transporte intermunicipal e da venda de bebida alcoólica no feriado.

Com base nos registros anteriores à pandemia, a estimativa é que o setor público deixe de investir R$ 64,7 milhões, valor que seria destinados principalmente à contração de artistas e da música em geral.

No entanto, o estado não vai ver entrar cerca de R$ 107 milhões nos cofres. O São João é um período que normalmente a Bahia recebe muitos turistas e estrangeiros, o que não poderá acontecer em 2021.

Há um impacto grande também na geração de empregos. Sem as festas e toda a movimentação nas cidades, 24,2 mil postos de trabalhos informais e formais não serão gerados este ano.

Publicações relacionadas