adblock ativo

Lente colorida vendida na rua pode até cegar

Publicado terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 às 23:47 h | Atualizado em 18/02/2009, 00:11 | Autor: Emanuella Sombra, do A TARDE
adblock ativo

Por R$ 20, lentes de contato podem ser compradas no mercado informal de Salvador. A TARDE flagrou vendedores ambulantes comercializando o produto, aparentemente de marca conhecida, ao lado do Shopping Center Lapa, sem a necessidade de receita médica ou certificado de garantia. O vendedor não informou onde adquiriu as lentes coloridas, nas cores mel, azul, verde e cinza.



"O fornecedor é segredo", respondeu sem saber que estava sendo entrevistado. Apesar de o uso sem prescrição médica – inclusive estético – ser condenado por oftalmologistas, o ambulante vendia livremente o produto, dando orientações verbais aos clientes. "Sabe como é, né? Mergulhe no soro fisiológico antes, com a mão limpa", dizia.



Comercializadas em cartelas dentro de um líquido transparente, as lentes são da marca Freshlook, da Ciba Vision, conhecida no mercado e cujo preço, em lojas especializadas, varia de R$ 100 a R$ 150. Na embalagem, onde consta fabricação alemã, é indicado o uso descartável. Não há orientações de manipulação do produto nem advertências ao consumidor.



"Não acredito que a Ciba Vision esteja disponibilizando estas lentes para camelôs. Certamente, o produto é falsificado", avalia a médica Fabíola Mansur, conselheira da Sociedade Baiana de Oftalmologia. Ela se surpreendeu com a presença destas lentes no mercado informal, e adverte que, até em óticas, a venda é restrita.



Males –  "O fato de ser colorida não tira a característica de ser vendida sob prescrição médica. Você não tem na ótica um oftalmologista que avalie a anatomia, o diâmetro da córnea. Mesmo de um fabricante reconhecido, a lente pode causar ceratite, úlcera ou arranhões”, adverte a médica.



Em alguns casos, explica a oftalmologista, o paciente pode ter, de cicatrizes oculares, à perda parcial ou total da visão. Segundo ela, antes de o médico prescrever lente de contato é preciso medir o grau do paciente e saber o formato ideal, além da textura – se gelatinoso ou rígido.

adblock ativo

Publicações relacionadas