Movimento ocupa antigo Hospital Couto Maia em protesto por moradia

Publicado sábado, 30 de novembro de 2019 às 09:55 h | Atualizado em 30/11/2019, 10:54 | Autor: Da Redação

O antigo Hospital Couto Maia, no bairro do Bonfim, amanheceu, neste sábado, 30, ocupado por cerca de 100 famílias que integram o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB). 

Batizada com o nome Maria Felipa de Oliveira, a ocupação é, segundo os organizadores, um protesto por moradia digna. "O Movimento exige que o governo negocie a construção de moradia para as famílias, um espaço para o funcionamento da Escola de Formação Popular Carlos Marighella e a reabertura do Hospital Couto Maia", diz um trecho da nota divulgada pelo MLB.

Outro alvo do protesto é o governo Jair Bolsonaro, que é acusado de desmontar o programa Minha Casa Minha Vida. "Só a luta organizada do povo pobre e trabalhador pode impedir esse presidente fascista de acabar com todos os nossos direitos e nos garantir conquistas como moradia digna", disse Victor Aicau, coordenador estadual do movimento.

O nome da ocupação é uma referência à heroína da Independência da Bahia, uma negra revolucionária que liderou a expulsão total das tropas portuguesas em 1823.

Publicações relacionadas