adblock ativo

Prefeitura entrega 120 imóveis no Subúrbio Ferroviário de Salvador

Publicado às | Atualizado em 25/10/2021, 14:02 | Autor: Redação
Com o Novo Mané Dendê, prefeito diz que deve passar de duas mil casas entregues neste primeiro ano de gestão | Foto: Betto Jr./Secom
Com o Novo Mané Dendê, prefeito diz que deve passar de duas mil casas entregues neste primeiro ano de gestão | Foto: Betto Jr./Secom -
adblock ativo

A prefeitura de Salvador entregou nesta segunda-feira, 25, 120 imóveis do mais recente empreendimento habitacional construído em Ilha Amarela, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. O Novo Mané Dendê foi construído para abrigar famílias que residiam em situação precária de moradia.

O prefeito Bruno Reis, ao entregar os imóveis, lembrou que, antes do projeto, a população da região vivia sem qualidade de vida, e que as intervenções transformarão todo o entorno do conjunto habitacional.

“Desenvolvemos nessa região da cidade o maior programa de requalificação integrada da história de Salvador. Estamos investindo cerca de R$600 milhões em financiamento, para realizar uma obra dessa dimensão”.

O empreendimento habitacional possui 260 apartamentos, e os primeiros beneficiários a ocupar os imóveis foram selecionados pela Caixa Econômica Federal (CEF), através do antigo programa Minha Casa, Minha Vida, que agora é conhecido como Casa Verde e Amarela. As 140 unidades restantes seguem em análise pela CEF. São 13 prédios com apartamentos de 47m², alguns adaptados para pessoas com deficiência.

"Somente em 2021, a atual gestão, em parceria com a Caixa e com o Governo Federal, entregou mais de 1,7 mil moradias. Temos mais 230 residências para entregar no Residencial Mar Azul, em São Tomé de Paripe, onde as famílias esperam há 14 anos para ter um lugar para morar. A Prefeitura colocou recursos para concluir as obras e, até o final do ano, as pessoas estarão recebendo suas moradias definitivas. Portanto, vamos passar de duas mil casas entregues neste primeiro ano de gestão”, afirmou o prefeito.

Bruno Reis informou também que a Prefeitura vai assumir a mensalidade que cada morador deveria desembolsar. "Nesse tipo de empreendimento, normalmente se paga R$ 50 de parcela. Mas, aqui, a prefeitura pagará. Estamos assumindo mais R$3 milhões para que os moradores não tenham essa obrigação", finalizou.

Além do prefeito Bruno Reis, a cerimônia de entrega dos imóveis teve a presença do secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Luís Carlos Souza, e do secretário nacional de Habitação, Alfredo Santos, dentre outras autoridades.

adblock ativo

Publicações relacionadas