Soteropolitanos tem manhã complicada em aniversário de Salvador

Sem ônibus e carro por aplicativo, se locomover na capital baiana foi um problema

Publicado terça-feira, 29 de março de 2022 às 10:42 h | Atualizado em 29/03/2022, 12:09 | Autor: Daniel Genonadio
Avenida Paralela congestionada na manhã desta terça
Avenida Paralela congestionada na manhã desta terça -

A manhã desta terça-feira, 29 de março, que marca o aniversário de 473 anos de Salvador não está sendo nada fácil para os soteropolitanos que precisam se locomover pela cidade. Logo cedo, uma assembleia dos rodoviários atrasou a saída dos ônibus da garagem. Além disso, motoristas por aplicativo deixaram de rodar e realizaram um ato na região do CAB para reivindicar aumento no repasse das corridas.

Apesar do aviso desde a segunda-feira, 28, a assembleia dos rodoviários atrapalhou a população baiana que trabalha cedo. Os profissionais atrasaram a saída dos coletivos das garagens na capital baiana para se reunirem e , apesar de alguns ônibus serem liberados às 6h, a maior parte só começou a circular a partir das 8h da manhã.

Ônibus demoraram a sair da garagem e logo ficaram completamente lotados
Ônibus demoraram a sair da garagem e logo ficaram completamente lotados |  Foto: Shirley Stolze | Ag A TARDE
 

Para compensar, a Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob) montou uma operação especial com o uso de veículos do Sistema Complementar (STEC) - os famosos amarelinhos - para atender as linhas regulares. Ainda assim, o que foi visto em grande parte da cidade foram pontos de ônibus cheios. 

"Saí de casa já sabendo que os rodoviários iriam atrasar a saída das garagens. Na minha cabeça, a partir de 6h já estariam circulando, o que não aconteceu. A partir de 7h30 algumas topics começaram a circular. Logo em seguida, alguns poucos ônibus também. Nessa brincadeira, foram mais de duas horas esperando a chegada do Estação Mussurunga na região da Fazenda Grande 2, em Cajazeiras. Como consequência desse atraso, obviamente os ônibus foram abarrotados. De Cajazeiras até o bairro da Piedade, onde fica a minha faculdade, precisei de três horas e meia. O que, em condições normais, preciso de uma hora e quinze", contou o estudante de economia, Ian Santana. 

Com a maioria dos motoristas por aplicativo aderindo ao movimento nacional de paralisação, ainda que a manifestação marcada para a cidade tenha contado com baixo quórum, aqueles que se arriscaram a tentar encontrar uma corrida se surpreenderam com altos preços.

A manifestação dos motoristas no CAB, a quebra de um carro na via principal próximo a Rodoviária e a chuva que caiu durante parte da manhã também complicou o trânsito na Avenida Paralela, como flagrado pelo Grupo A TARDE. De acordo com o Cemadec, durante todo o dia, a probabilidade de chover é de 80%. 

Nas redes sociais, diversos moradores da capital baiana relataram os seus problemas com atrasos e ainda ironizaram os problemas da cidade explodirem de maneira conjunta em pleno aniversário de 473 anos. 

Pontos de ônibus cheios fizeram parte da realidade do aniversário de Salvador
Pontos de ônibus cheios fizeram parte da realidade do aniversário de Salvador |  Foto: Shirley Stolze | Ag A TARDE
 

Publicações relacionadas