adblock ativo

Cinco homens explodem caixas de banco em Teodoro Sampaio

Publicado quinta-feira, 04 de novembro de 2010 às 13:48 h | Atualizado em 22/01/2021, 00:00 | Autor: Jamile Amine, da Sucursal Feira de Santana
assato a banco teodoro sampaio 700x495
assato a banco teodoro sampaio 700x495 -
adblock ativo

Os habitantes de Teodoro Sapaio, a 93 Km de Salvador, acordaram assustados na madrugada dessa quinta-feira, 4, depois que cinco homens fortemente armados, com capuz e colete à prova de balas, invadiram a agência do Banco do Brasil (BB) do município - que não tem vigilante noturno -, explodiram quatro caixas eletrônicos e roubaram uma quantia de dinheiro não divulgada.

Como a agência é a única da cidade, os moradores terão que se deslocar a outras localidades para realizar operações bancárias, por tempo indeterminado. Segundo o perito criminal, Luiz Orlando, os bandidos teriam utilizado explosivos do tipo emulsão em gel e as explosões teriam comprometido a estrutura física tanto da agência, que ficou totalmente destruída, como da casa ao lado. Ambas tiveram rachaduras nas paredes e correm risco de desabar.

Imagem ilustrativa da imagem Cinco homens explodem caixas de banco em Teodoro Sampaio


Por volta das duas horas da manhã, antes de começarem a operação, que durou cerca de uma hora, os bandidos evacuaram a residência ao lado do banco. Iracema Ramos, de 80 anos, e um filho com necessidades especiais tiveram os rostos cobertos com um lençol e foram obrigados a aguardar o fim do roubo sentados na praça, em frente à agência bancária. A idosa, que após o incidente teve um pico de pressão, foi hospitalizada.



Já o vereador conhecido como Marcos Escopeta, que também vive perto do local, contou que acompanhou toda a ação dos bandidos do portão de casa. “Por volta das duas horas da manhã eu escutei o primeiro dos oito estouros. E ai liguei logo para a polícia, mas o policial que atendeu disse que estava sozinho e informou que já estava solicitando apoio dos comandos de Santo Amaro, Conceição do Jacuipe, Terra Nova e Alagoinhas. Quando começaram a chegar as viaturas já era mais de 3h30 e os bandidos já tinham fugido”, diz.



A cidade, com 8.400 habitantes, tem apenas uma viatura e dois policiais militares por turno, que são responsáveis pela segurança dos moradores. 

adblock ativo

Publicações relacionadas