Deputado bolsonarista fecha gabinetes e defende isolamento e vacinação

Publicado sexta-feira, 19 de março de 2021 às 11:44 h | Atualizado em 19/03/2021, 11:52 | Autor: Da Redação

Um dia após a morte do senador Major Olimpio (PSL-SP), o deputado bolsonarista Bibo Nunes (PSL-RS) comunicou, nesta sexta-feira, 19, nas redes sociais, que vai fechar os gabinetes em Brasília e em Porto Alegre (RS), por tempo indeterminado, “até que termine esta brutal pandemia” da Covid-19.

O deputado bolsonarista defendeu ainda o isolamento social e a vacinação, o que vai na contramão do discurso empreendido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“A guerra contra a Covid entrou na fase nuclear. Os mutantes do vírus vieram com força devastadora. Todas as defesas possíveis devem ser acionadas e precisamos atacar mortalmente esse vírus, com solidariedade, isolamento e vacinação diuturna, quando possível”, escreveu Nunes.

O Brasil vive o pior momento da pandemia. Com mais 2.724 óbitos, a média móvel de mortes causadas por Covid-19 no Brasil bateu mais um recorde, chegando a 2.087 nessa quinta-feira, 18. O indicador, em comparação com o verificado há 14 dias, sofreu acréscimo de 47%, mostrando tendência de alta nos óbitos.

Em relação aos infectados, foram 86.982 novos resultados positivos nas últimas 24 horas. Os dados são do mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). No total, o Brasil já perdeu 287.499 vidas para a doença e computou 11.780.820 casos de contaminação.

Publicações relacionadas