adblock ativo

Funcionários do Bradesco em Eunápolis voltam ao trabalho

Publicado sexta-feira, 02 de outubro de 2009 às 13:21 h | Atualizado em 02/10/2009, 13:24 | Autor: Mário Bittencourt | Sucursal Eunápolis
adblock ativo

Alegando pressão dos superiores para encerrar a greve iniciada há 9 dias, os bancários do Bradesco de Eunápolis, a 643 km de Salvador, no extremo sul da Bahia, retornaram ao trabalho na manhã desta sexta-feira, 2. A gerência do Bradesco não deu declarações à reportagem de A TARDE.

Apesar da faixa afixada na porta do Bradesco informar sobre o estado de greve da categoria, as atividades do banco estão sendo feitas normalmente. “Os bancários nos disseram que foram pressionados pelos superiores. Só o Bradesco que faz esse tipo de coisa, nenhum banco está funcionando”, disse o sindicalista.

Negociações - Na quinta-feira, 1º, a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e os bancários se reuniram, mas não chegaram a um acordo. Nesta sexta, 2, haverá mais uma rodada de negociações.

No extremo sul, a greve atingiu todos os 21 municípios, segundo informações do Sindibancários. Apenas em Porto Seguro, os funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF) não aderiram à greve.

A categoria reivindica 10% de reajuste salarial – 5% de aumento real e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) composta pelo pagamento de três salários –, acrescidos de valor fixo de R$ 3.850.

Pede ainda que sejam contratados mais funcionários para que a Lei dos 15 minutos nas filas dos bancos seja respeitada.

Os bancários querem também a inclusão na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de uma cláusula de proteção ao emprego em caso de fusão e exigem o fim do assédio moral e das metas abusivas. Os representantes do Sindibancários em Eunápolis não souberam informar se as agências do Bradesco de outras cidades da região estão funcionando.

adblock ativo

Publicações relacionadas