Governo cria Comando Unificado para monitorar manchas de óleo no estado

Publicado sexta-feira, 18 de outubro de 2019 às 12:07 h | Atualizado em 18/10/2019, 12:13 | Autor: Da Redação | Foto: Felipe Iruatã / Ag. A Tarde

Chegam a dez o número de municípios atingidos pelo óleo e o Governo do Estado cria Comando Unificado de Incidente, composto por cinco órgãos públicos, além dos Institutos de Biologia e de Geociências da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Ibama, Marinha, Petrobras e prefeituras municipais.

O Inema monitora as praias, além de receber doações e criar um manual com orientações gerais sobre coleta, manuseio, descarte e órgãos competentes, para entregar às prefeituras e grupos voluntários.

O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia aumentou para 100 o número de pessoas empregadas na limpeza das praias do litoral norte. A Defesa Civil, além de monitorar as áreas, está recebendo e distribuindo os EPIs comprados pela Casa Civil, contendo luvas, pás, ancinhos, botas de PVC, roupas, protetor solar, sacos plásticos e máscaras.

Até então, as cidades de Mangue Seco, Conde e Baixio são as mais afetadas e, com o avanço da tragédia, Ilhéus, Itaparica, Morro de São Paulo já fizeram mobilização preventiva.

Publicações relacionadas