adblock ativo

Morte de animais em Ichu pode ter sido envenenamento

Publicado quinta-feira, 04 de agosto de 2011 às 18:30 h | Atualizado em 04/08/2011, 18:47 | Autor: Alean Rodrigues, da sucursal Feira de Santana
adblock ativo

A morte de vinte e um animais sendo 2 cachorros, 18 urubus e 1 gavião, no município de Ichu (a 178 km de Salvador) pode ter sido causada por envenenamento. Esta é a possibilidade levantada pelos órgãos de saúde da cidade após ouvir relatos de moradores. Nesta quinta, 04, técnicos da Secretaria Estadual de Saúde (SESAB) através da 2ª Dires com o apoio do Centro de Controle de Zoonoses de Feira de Santana, estiveram no local colhendo restos mortais dos animais para análise que deverá determinar a causa das mortes.

“Vamos enviar o material para o Lacen, enquanto isto estamos fazendo o levantamento de dados para checarmos o que ocorreu. Não podemos informar nada até o momento pois estamos no inicio das investigações”, limitou-se a dizer a veterinária Eliete Cerqueira, da 2ª Dires, acrescentando que o prazo para os resultados também depende desta coleta de dados.

A mortandade de animais teve inicio no dia 29 de julho, quando a lavradora Josanilza Paula de Souza descobriu seus dois cachorros agonizando em frente a casa. “Eles babavam uma espuma branca e ainda defecaram e urinaram antes de morrer. Jogamos eles no terreno nos fundos da casa e no outro dia observamos que os urubus que comiam eles, morriam também”, lembrou.

Ela então chamou a atenção de vizinhos e a noticia se espalhou pela cidade, chegando a causar comentários dos mais absurdos possíveis. “Teve gente dizendo que tinha sido um ET, ou chupa cabra, mas na verdade acredito que foram envenenados, pois encontramos próximo ao local da morte uma víscera (tripa) contendo um produto branco dentro e as pontas estavam amarradas”, afirmou.

Lidia Maria Silva disse que o receio é que crianças sejam envenenadas, uma vez que o local fica próximo a uma escola e muitas crianças brincam lá. “A prefeitura tem que fazer algo sobre quem está matando os bichos com veneno, pois as crianças podem colocar algo na boca e serem envenenados também”, frisou.

PREJUIZOS – A Secretaria Municipal de Saúde interditou o local e recolheu alguns animais para exames. Mas na manhã desta quinta, as fitas que impediam o acesso estavam espalhadas no mato. A secretária de saúde, Graça Cedraz informou que tudo leva a crer que o envenenamento esteja ligado a um problema que existe na cidade, onde vários criadores estão tendo prejuízos com ataques de cachorros a suas criações  e acabam por colocar veneno para matá-los.

”São vários casos de ovelhas, cabras e galinhas mortos após o ataque, então os criadores costumam colocar iscas com veneno para matar os cães”, revelou, acrescentando que várias campanhas já foram feitas para tentar solucionar o problema.

O prefeito do município, Carlos Santiago, informou que após o trabalho dos técnicos da SESAB, os animais serão incinerados. “Vamos esperar a liberação do local e queimaremos estes restos mortais. Mas vale um alerta, para que a população não jogue animais mortos em qualquer lugar, pois isto acaba trazendo riscos para a saúde de todos”, apelou.

adblock ativo

Publicações relacionadas