"O que espanta é que faz isso bancado pelo Poder Público", diz chefe da SSP sobre Kannário

Publicado quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020 às 14:01 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Vinícius Ribeiro

O secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, criticou, na manhã desta quarta-feira, 26, a postura do cantor e deputado federal Igor Kannário (DEM-BA) que, durante o Carnaval, ofendeu policiais militares na avenida. Para o chefe da SSP-BA, o artista, de forma "irresponsável e inescrupulosa", tentou jogar a população contra a polícia.

O episódio ocorrido na tarde de segunda-feira, 24, foi alvo de representação junto à Procuradoria Geral do Estado (PGE), conforme anunciado pelo governador Rui Costa.

Segundo destacou Maurício Barbosa, o pagodeiro vem acumulando polêmicas diretas com a polícia há pelo menos quatro anos. "O que nos espanta é que ele vem fazendo isso bancado pelo Poder Público. Não adianta ir só em cima do que ele diz (da responsabilização direta), mas também de quem dá visibilidade a isto tudo", salientou, após a apresentação do balanço do Carnaval 2020.

"Uma coisa é ele estar num trio privado dele e ter a possibilidade dele se colocar, agora ser bancado com recursos públicos e agredir a Polícia Militar de forma recorrente. Não adianta só ir em cima de Igor Kannário, se todo ano ele tem patrocínio do recurso público para falar o que quer", pontuou Barbosa.

O secretário revelou ainda que está havendo mobilização para que ganhe força a Lei municipal nº 9.484, que visa vedar a contratação ou patrocínio pelo Poder Público de artistas que façam apologia ao crime e se posicionem contrários às instituições públicas.

Publicações relacionadas