Pets fazem sucesso e conquistam público nas redes socais

Publicado sexta-feira, 30 de agosto de 2019 às 14:30 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Natália Figueiredo*

As blogueiras já são bastante conhecidas no mercado de influenciadores digitais, muitas delas se dedicam exclusivamente a profissão e obtém sucesso. Mas não são só elas que estão se tornando famosas, animais de estimação também estão reunindo grandes números de seguidores nas redes sociais.

Na capital baiana alguns pets se destacam e, em entrevista exclusiva ao Portal A Tarde, seus tutores contaram um pouco sobre a trajetória deles dentro desse mercado. Com mais de 88 mil seguidores no Instagram, a bulldog francês Eva (@evavull_), de 4 anos, tem fãs por todo os país. Seu tutor Gil Lopes, 35 anos, conta que muitas pessoas que vem de outros estados querem conhecer a cachorrinha. "Tem gente que grita, se joga no chão e ainda diz 'Eva é minha Ivete Sangalo', eles vem de outros Estados e falam que se não conhecer ela a viagem não foi completa. Eva faz a maior festa quando alguém vem falar com ela, rolam muitos beijos e lambeijos", conta ele.

Além do reconhecimento, a fama traz muitos benefícios tanto para a Eva, quanto para Gil. "Hoje nós recebemos absolutamente tudo, desde presentes pra ela como até pra mim. Tenho parcerias com marcas diversas, de ração, de clínica, plano de saúde e já fizemos até com redes de hotéis. Já ganhei até um aparelho celular de última geração por conta de Eva!".

Imagem ilustrativa da imagem Pets fazem sucesso e conquistam público nas redes socais
Gil criou o instagram de Eva sem a intenção de torná-la famosa

O instagram de Eva surgiu depois que os amigos de Gil começaram a reclamar que o seu perfil pessoal só tinha fotos de cachorros. Mesmo sem intensão de deixar a bulldog famosa, recentemente Gil percebeu a proporção que o perfil dela ganhou através de uma grande ação de solidariedade dos seguidores. "Há pouco tempo ela teve um tumor no cérebro e precisamos fazer um tratamento. Expus a situação em uma transmissão no instagram e em cinco dias arrecadamos o valor de R$ 21 mil para pagar esse tratamento. Eu fiquei chocado com a quantidade de pessoas que se envolveu", destaca o tutor de Eva.

Uma coleção de roupinhas e acessórios chamam a atenção de quem visita o perfil de Eva, nas fotos a cachorrinha parece estar sempre posando. "Ela foi adestrada por mim, com o passar do tempo e a fama alguns adestradores começaram a fazer um trabalho mais específico. Ela já sabe que quando mando sentar e pego a câmera é porque têm fotos e ela faz caras e bocas, além de ficar parada", diz Gil.

A médica veterinária Nadia Rossi, explica que com o tipo certo de adestramento, o animal aprende sem nenhum sofrimento."Muitas vezes o adestramento se torna necessário por um questão de boa convivência com animal, ter obediência para ter uma boa socialização com as pessoas. O adestramento tem que ser feito de uma forma não traumática, para não ter o efeito contrário. Existe o adestramento inteligente, por exemplo, baseado no reforço positivo onde os animais aprendem mediante recompensas".

Imagem ilustrativa da imagem Pets fazem sucesso e conquistam público nas redes socais
O casal Thor e Jolie é adestrado e faz poses para tirar foto

Adestrado através desse método, o casal da raça boston terrier Thor e Jolie (@thor.bostonterrier) têm mais de 11 mil seguidores no Instagram. O tutor Ricardo Peixoto conta que os trata como se fossem filhos, os cachorrinhos tem um quarto só deles e recentemente tiveram dois filhotes que receberam o nome de Simba e Nala.

A dedicação de Ricardo é tanta que sua atual profissão surgiu após perceber uma necessidade de Thor. "Ele sempre foi muito seletivo em relação a alimentação. Por um tempo ele comia as rações e acabava enjoando, aí eu levei ele na veterinária e ela sugeriu a Alimentação Natural (AN). Fiz um teste, com a receita da nutricionista e me surpreendi com a felicidade dele em comer, ficou mais forte e com a pelagem mais bonita e brilhante. Em uma deficiência eu vi uma oportunidade de mercado".

A veterinária ressalta que a AN pode dividir opiniões entre os especialistas e não deve ser feita com deitas encontradas na internet. "É um assunto que gera certa divergência na área médica veterinária. Eu acho que geralmente os profissionais que são contra é por conta dos atendimentos de animais com deficiências nutricionais. Então, são como os humanos, têm que haver um acompanhamento com nutricionista".

Imagem ilustrativa da imagem Pets fazem sucesso e conquistam público nas redes socais
Ricardo abriu uma empresa de alimentação natural após sentir necessidade do seu pet

A empresa de Ricardo existe a um ano e meio e a alimentação é feita em parceira com uma nutricionista e segundo ele, a Nutridog doa 5% de todo o faturamento para duas ONG's. Os cachorros participam de competições e já ganharam vários prêmios. "Eles avaliam várias questões em relação ao padrão da raça. Não é simplesmente uma exposição de beleza, é uma seleção de cães possíveis para reprodução, o mais próximo da perfeição. Em 2017 Thor foi eleito o melhor BT macho do Brasil e Jolie foi a best in show do Brasil em 2018", conta Ricardo.

"Sobre as competições, animais que sejam adestrados de forma inteligente e tenham temperamento dócil, aparentemente não há nenhum problema em participarem", diz a veterinária que acrescenta, "o problema é como uma exposição maior ocorre, muitas vezes o animal suportaria ficar entre 30 minutos e 1 hora em ambiente fechado, com muitas pessoas falando e tirando foto, mas sabemos que tem algumas que duram um dia inteiro ou um fim de semana inteiro, pode ser uma exposição excessiva. Tudo que é excessivo para o animal é desgastante, então pode gerar um estresse e um distúrbio de ansiedade".

Imagem ilustrativa da imagem Pets fazem sucesso e conquistam público nas redes socais
Os cachorros de Ricardo ganham prêmios em competições e mimos dos seguidores

Além dos prêmios, Thor e Jolie também ganham mimos de marcas e seguidores, mesmo não tendo parcerias fixas com empresas. "Não temos parceria fechada com nenhuma marca, porque não gostamos de nos prender a somente a uma marca, mas ganhamos muitos mimos", explica Ricardo. Um dos presentes que mais chamou sua atenção foi um quadro que veio da Eslovênia.

Beleza Pet

Eva, Thor e Jolie costumam aparecer nas fotos com roupinhas e acessórios. "O mercado pet tem se preocupado muito com a parte de roupinhas e acessórios, principalmente para cães de pequeno porte e realmente é um mercado que abrange muitas empresas e por incrível que pareça tem cães que gostam. Alguns acessórios e roupas são necessárias, como as de frio ou sapatinho quando o animal dorme na cama do tutor ou tem contato com crianças", explica a médica veterinária.

Imagem ilustrativa da imagem Pets fazem sucesso e conquistam público nas redes socais
Eva exibe muitos looks com roupinhas e acessórios

Porém ela também orienta que alguns cuidados podem evitar problemas para a saúde dos bichinhos. "A maioria desses acessórios estão muito relacionados à marketing e são totalmente desnecessários, como lacinhos e adesivos, que pode puxar o pelo e incomodar o animal que pode ficar mal humorado. Muito importante falar sobre perfume que é uma desvantagem absurda. Gatos e cachorros não devem ficar perfumados, temos atendido muitos problemas dermatológicos como alergias e problemas respiratórios por conta desse cheiro, além de poder causar até problema de insuficiência renal crônica", explica.

*Estagiária sob supervisão da editora Maiara Lopes

Publicações relacionadas