Amazônia perdeu madeira equivalente a três cidades de SP

Publicado domingo, 05 de setembro de 2021 às 11:14 h | Atualizado em 05/09/2021, 11:15 | Autor: Da Redação

Um levantamento publicado neste domingo, 5, aponta que a Amazônia perdeu 4,64 mil km² de madeira, o equivalente a quase três vezes o tamanho da cidade de São Paulo, em 12 meses. O estudo foi realizado pela Rede Simex, formada pelas organizações ambientais Imazon, Idesam, Imaflora e ICV, somadas a outros alertas feitos no último ano.

A exploração madeireira na Amazônia foi monitorada, no período entre julho de 2020 a julho de 2021, através de imagens de satélites. Os pesquisadores também buscaram os dados que apontam a legalidade da madeira nos nove estados que compõe a Amazônia Legal, mas só obtiveram resultados de sete deles.

De acordo com a pesquisa, 6% do total de áreas exploradas ocorreram em unidades de conservação e outros 5% em terras indígenas, locais onde a atividade é ilegal.

Outros alertas divulgados anteriormente apontaram que: a exploração madeireira já atingiu uma área que ultrapassa três vezes o tamanho da cidade de São Paulo; a floresta passou a emitir mais CO2 do que absorver, acelerando o aquecimento global, pela primeira vez na História; área maior que a da Inglaterra é queimada por ano na Amazônia; pelo menos 95% das espécies da Amazônia foram afetadas pelas queimadas nos últimos 20 anos.

Além de: 93% de todo o garimpo realizado no Brasil está concentrado na Amazônia; desmatamento pela atividade já bateu recorde em 2021 no bioma; fenômeno dos "rios voadores" começam a perder força; mercúrio contaminou 6 em cada 10 indígenas munduruku e todas as espécies de peixes em rios da terra indígena; dentre outros alertas.

Publicações relacionadas