Em aula de português, professora cita “viadagem” como exemplo de erro

Publicado sexta-feira, 18 de junho de 2021 às 11:24 h | Atualizado em 18/06/2021, 11:32 | Autor: Da Redação

Uma professora causou polêmica e está sendo acusada de homofobia após usar o termo “viadagem” durante uma videoaula de português como indicativo de erro ou de postura inadequada.

O caso aconteceu, na quarta-feira, 16, durante aula preparatória para certames públicos no 'Estratégia Concursos'. A professora Janaina Arruda utiliza a palavra, considerada homofóbica, para dar um exemplo sobre separação silábica. 

Em outro exemplo, a professora usou durante a aula de separação silábica o termo “terapia” para indicar tratamento para “gente do mimizento”. “Precisa fazer terapia gente que se aborrece com coisa pouca”, afirmou.

A repercussão do caso se agravou ainda mais pela falta de posicionamento da instituição e da professora, que até agora não se manifestaram.

Publicações relacionadas