Internações por síndrome respiratória voltam a subir no Brasil, diz Fiocruz

Publicado quinta-feira, 02 de dezembro de 2021 às 08:55 h | Atualizado em 02/12/2021, 08:57 | Autor: Da Redação

Após meses em estabilidade, as internações por síndrome respiratória voltaram a crescer entre os adultos no Brasil. No período de um mês, houve um salto de 10%, com os casos passando de 6 mil no fim de outubro para 6.600 na última semana de novembro. As informações são do boletim InfoGripe, da Fiocruz, publicadas na coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

O dado preocupa porque o crescimento se deu em praticamente todas as idades. Anteriormente era registrado pequenas oscilações, quando internações subiam em uma faixa etária, caíam em outras.

O salto maior se deu na faixa dos 10 aos 19 anos (crescimento de 50%), dos 20 aos 29 anos (47%). Dos 30 aos 59 anos, o salto foi de cerca de 30%. Uma pequena baixa foi registrada apenas entre as pessoas que têm acima de 70 anos.

Para o coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes, a alta pode ser creditada à baixa de guarda geral da população, que relaxou com a queda significativa de casos, internações e mortes causadas pela Covid-19 depois da vacinação em massa no país.

"Há uma facilidade de transmissão, não apenas do coronavírus mas de outros vírus respiratórios, já que a exposição da população aumentou com o relaxamento de medidas de contenção do vírus", afirma ele.

Publicações relacionadas