Isabela Belchior é condenada por matar metalúrgico a facadas

Filha do cantor Belchior foi condenada a 9 anos de prisão

Publicado quarta-feira, 23 de março de 2022 às 14:17 h | Atualizado em 23/03/2022, 14:17 | Autor: Da Redação
“Sabiam que a vítima queria cometer um crime e extorquiram a vítima no local e se apropriaram do dinheiro”, disse o delegado, segundo o G1
“Sabiam que a vítima queria cometer um crime e extorquiram a vítima no local e se apropriaram do dinheiro”, disse o delegado, segundo o G1 -

Isabela Belchior, filha do lendário cantor e compositor Belchior, foi condenada pelo assassinato do metalúrgico Leizer Santos nesta quarta-feira, 23. Em julgamento, Isabela foi sentenciada a 9 anos de prisão pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver. O crime aconteceu em agosto de 2019 na cidade de São Carlos, interior de  São Paulo.

Além de Isabela, Estefano Rodrigues e Bruno Thiago Dornelas também foram responsabilizados pela morte de Leizer e condenados a 11 anos de prisão. A namorada de Isabela e irmã dos condenados, Jaqueline Priscila Dornelas Chave, foi absolvida das acusações.

O caso

De acordo com relatos dos acusados, o plano do grupo seria agendar suposto encontro com uma criança e, no local, tentar intimidar e extorquir o metalúrgico, que tinha histórico associado a crimes de pedofilia.

Leizer entregou o dinheiro em uma casa no bairro de Jardim Tangará, e, antes de ter acesso à criança, começou a ser ofendido pelos acusados. Ele reagiu e assim teve início uma briga onde o metalúrgico acabou esfaqueado e morto.

O corpo de Leizer dos Santos foi encontrado em um canavial, queimado, com as mãos e os pés amarrados em uma área rural de São Carlos em 1º de setembro de 2019.

Publicações relacionadas