adblock ativo

Papa elogia dedicação de d. Aloísio à Igreja

Publicado terça-feira, 25 de dezembro de 2007 às 07:04 h | Atualizado em 25/12/2007, 07:04 | Autor: Agencia Estado
adblock ativo

O papa Bento XVI enviou uma mensagem de pêsames pela morte de d. Aloísio Lorscheider, no último domingo de falência de múltiplos órgãos, de quem destacou sua ?constante e generosa dedicação? à Igreja. Após receber com ?tristeza? a notícia, Bento XVI enviou duas mensagens, uma ao arcebispo de Porto Alegre, Dadeus Grings, e outra ao ministro-geral da ordem dos frades menores - entidade à qual o brasileiro pertencia -, o espanhol José Rodríguez Carballo.

Nos telegramas, o papa lembra a ?generosa e constante dedicação? de Lorscheider nos diferentes cargos que teve em sua vida, entre eles arcebispo de Fortaleza e de Aparecida e presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam).

O presidente da Conferência Episcopal Alemã, bispo Franz Grave, manifestou ontem suas condolências à Igreja no Brasil e a seus fiéis pela morte de d. Aloísio. Segundo ele, d. Aloísio, ?amigo de muitos anos, marcou com sua atuação o caminho da Igreja?.

Velório

Cerca de 250 pessoas assinaram o livro de presenças, ontem, no segundo dia de velório do cardeal d. Aloísio, na cripta da catedral metropolitana de Porto Alegre. O ex-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) (1971-1978) e arcebispo emérito de Aparecida (SP) foi homenageado por familiares, religiosos e leigos ligados à Igreja Católica e também por políticos de diversas tendências.

Uma das seis coroas de flores colocadas no salão foi enviada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher, Marisa, com a mensagem ?Com carinho e reconhecimento?.

O corpo de d. Aloísio fica na cripta até a noite de hoje, quando será levado à nave central da Catedral Metropolitana de Porto Alegre. Amanhã, o cardeal será homenageado com duas missas, às 9h30 e às 18 horas. À noite, o corpo será trasladado para a capela do bairro Daltro Filho, em Imigrante, a 123 quilômetros de Porto Alegre. O enterro está previsto para as 17 horas de quinta-feira no cemitério dos franciscanos, ao lado do Seminário São Boaventura, onde d. Aloísio, ainda com o nome de batismo de Leo Arlindo Lorscheider, iniciou seus estudos religiosos, na década de 40 do século passado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

adblock ativo

Publicações relacionadas