Preço da cerveja deve aumentar nos bares a partir de agosto

O preço da cerveja subiu 9,38% em 12 meses, abaixo da inflação oficial do país

Publicado quarta-feira, 13 de julho de 2022 às 11:08 h | Atualizado em 13/07/2022, 11:47 | Autor: Da Redação
O Brasil é o 3º país que mais consome cerveja no mundo
O Brasil é o 3º país que mais consome cerveja no mundo -

O aumento dos produtos e serviços de consumo do Brasil causado pela inflação também irá atingir as bebidas alcoólicas no Brasil, em especial a cerveja, que deve aumentar nos bares e restaurantes a partir de agosto. 

A inflação no Brasil, no acumulado dos últimos 12 meses, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 11,89%. No mesmo período, a cerveja subiu cerca de 8,4%. 

De acordo com empresários e restaurantes ouvidos pelo jornal O Globo, fornecedores do setor cervejeiro devem antecipar os reajustes que normalmente são feitos entre setembro e outubro para agosto. 

Dados do IBGE mostram que o preço da cerveja subiu 9,38% em 12 meses, abaixo da inflação oficial do país, que acumula alta de 11,73%.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci, explicou que a cerveja representa de 20% a 60% do faturamento desses estabelecimentos. 

Um levantamente da Euromonitor no ano passado mostra que o volume de cerveja comercializado no Brasil cresceu 7,6% em 2021, superando o avanço de 5,3% registrado em 2020 e atingindo o recorde de 14,3 bilhões de litros.

De acordo com a pesquisa da plataforma de desconto CupomValido.com.br, o Brasil é o 3º país que mais consome cerveja no mundo, sendo responsável por 7% do consumo mundial. Em primeiro lugar está a China (27%) e Estados Unidos (13%). No País, a cerveja mais é a Skol, seguida pela, Brahma, Antarctica, Schin e Itaipava.

Publicações relacionadas