adblock ativo

Terapeuta Tadashi Kadomoto vira réu por estupro de vulnerável

Publicado segunda-feira, 12 de outubro de 2020 às 08:02 h | Atualizado em 12/10/2020, 08:05 | Autor: Da Redação
Tadashi fazia lives diárias que acumulavam milhares de expectadores | Foto: Reprodução | Redes Sociais
Tadashi fazia lives diárias que acumulavam milhares de expectadores | Foto: Reprodução | Redes Sociais -
adblock ativo

O terapeuta Tadashi Kadomoto, conhecido como "guru da meditação", virou réu por estupro de vulnerável após uma denúncia do Ministério Público. Uma ex-aluna e também paciente de Tadashi Kadomoto procurou o Ministério Público (MP) no fim do ano passado para fazer a denúncia.

A denúncia foi aceita pelo MP em 6 de outubro deste ano. Ela contou que foi estagiária no instituto que leva o nome do terapeuta e que também buscou atendimento em uma clínica dele para tratar distúrbios alimentares.

A mulher afirmou que foi vítima de vários abusos sexuais durante 7 anos de tratamento e treinamento. Depois de ouvir testemunhas e coletar provas, a Promotoria denunciou o terapeuta, que responderá na Justiça por 5 estupros.

Em nota, a defesa de Kadomoto afirmou ao portal G1 que "em toda a sua reconhecida trajetória profissional, jamais recebeu solicitação de esclarecimento sobre qualquer fato e nenhuma denúncia formal até o momento".

Ele também publicou um vídeo em suas redes sociais, onde acumula mais de 1,5 milhão de seguidores, onde nega as acusações e afirma que estará à disposição da Justiça. Tadashi, que fazia lives diárias que acumulavam milhares de espectadores, se afastou das suas atividades.

Veja o vídeo:

adblock ativo

Publicações relacionadas