adblock ativo

O Exterminador do Futuro chega aos cinemas com novo recomeço

Publicado sexta-feira, 03 de julho de 2015 às 12:16 h | Atualizado em 03/07/2015, 12:16 | Autor: Bruno Porciuncula
O Exteminador do Futuro - Genêsis - Cinema
O Exteminador do Futuro - Genêsis - Cinema -
adblock ativo

Após ficar de fora de O Exterminador do Futuro: A Salvação (2008) - só aparecendo em versão digital -, Arnold Schwarzenegger está de volta como um robô em O Exteminador do Futuro - Genêsis, que já está em cartaz na cidade.

No longa-metragem, o ex-governador da Califórnia (EUA) é Papi, um robô que foi responsável por cuidar de Sarah Connor (Emilia Clarke) quando ela ficou órfã.

Com o futuro dominado pelas máquinas, John Connor (Jason Clarke), o líder da resistência humana, envia o sargento Kyle Reese (Jai Courtney) de volta para 1984 para evitar que o robô T-800 (Schwarzenegger em versão jovem) mate Sarah e evite o nascimento de John. Premissa igual a do primeiro filme da franquia, produzido em 1984.

Durante a viagem no tempo, há uma ruptura, fazendo com que Papi, Sarah e Kyle tenham que se unir contra um inimigo ainda mais perigoso. Basicamente, é essa a história do confuso quinto filme da série.

Schwarzenegger firme

Pensando no  público atual, os produtores apostaram em atores conhecidos do público jovem, como Emily Clarke (uma das protagonistas da série televisiva Game of Thrones) e Jai Courtney (da cinesérie Divergente).

Mas, quem continua carregando o filme é o velho (mas não obsoleto, como diz  ao longo da projeção) Arnold Schwarzenegger. E não foi fácil para o ator de 67 anos. Ele precisou ganhar 4,5 kg para ficar com a estatura corporal de 1984.

"Uma das coisas mais desafiadoras é disparar uma arma. Você tem que ser muito talentoso e praticar bastante porque você tem que aprender a atirar sem piscar, pois uma máquina não tem medo de atirar", explicou, quando esteve no Brasil recentemente para divulgar o longa. Claro que a clássica frase "Eu voltarei" não ficou de fora.

Assista ao trailer de O Exterminador do Futuro - Genêsis:

Benção do criador

Apesar de confuso, o quinto filme da franquia conta com a benção do criador, o diretor James Cameron, que escreveu e dirigiu os dois primeiros filmes.

"Esse longa que, em minha opinião, é o terceiro filme da série, vemos Arnold levar o personagem ainda mais longe", garantiu em vídeo o diretor de Avatar, desconsiderando A Rebelião das Máquinas (2003) e Salvação.

Atualmente, Cameron não tem mais os direitos sobre a franquia, já que os perdeu no processo de divórcio com a atriz Linda Hamilton, a Sarah Connor dos dois primeiros filmes - mas vai recebê-los de volta apenas em 2019, conforme a lei americana. Que ele receba logo de volta os direitos e faça um filme que faça jus aos dois primeiros, e excelentes, O Exterminador do Futuro.

adblock ativo

Publicações relacionadas