adblock ativo

Dez municípios baianos estão sob ameaça de extinção. Vale a pena?

Publicado quinta-feira, 07 de novembro de 2019 às 09:13 h | Atualizado em 07/11/2019, 09:24 | Autor: Levi Vasconcelos | Foto: Pablo Valadares | Câmara dos Deputados
Medida atingirá municípios com menos de cinco mil habitantes e baixa arrecadação | Foto: Pablo Valadares | Câmara dos Deputados
Medida atingirá municípios com menos de cinco mil habitantes e baixa arrecadação | Foto: Pablo Valadares | Câmara dos Deputados -
adblock ativo

A extinção de municípios com menos de cinco mil habitantes e baixa arrecadação, proposta pelo governo na PEC do Pacto Federativo, deu o que falar no mundo político, obviamente dividindo opiniões.

Se a ideia colar, conforme as projeções populacionais do IBGE, 1.254 no Brasil estariam ameaçados de extinção, 10 na Bahia (Maetinga, Catolândia, Lafaiete Coutinho, Lajedinho, Lajedão, Ibiquera, Dom Macedo Costa, Contendas do Sincorá, Aiquara e Gavião).

O deputado Aderbal Caldas (PP), por exemplo, cita que em Minas Gerais está o menor município do Brasil, Serra da Saudade, com 786 habitantes, onde o prefeito Alaor Machado (PP) se elegeu em 2016 com 490 votos, ou 56,52%.

- Em São Paulo também tem Borá, com 956 habitantes. Já o povoado de Jurema, na região metropolitana de Fortaleza, tem 200 mil habitantes. Tem sentido isso?

Em Lafaiete  - Mas há os que acham que emancipar povoados distantes significa levar a presença do Estado onde não haveria nada se assim não fosse, como o deputado Zé Cocá (PP), ex-prefeito de Lafaiete Coutinho, um dos ameaçados de extinção, que fez uma administração de repercussão tão boa que ano passado foi o mais votado em Jequié, onde é prefeiturável hoje.

- Tínhamos 20 escolas, deixei só cinco, três na sede e duas na zona rural, com cinco refeições ao dia. E botei postos de saúde em todo lugar com mais de 20 famílias. Isso é promover a cidadania.

Em Conquista, o PT se define

O PT, que governou Vitória da Conquista por 24 anos até 2016, quando foi desbancado pelo hoje prefeito Herzem Gusmão (MDB), vai abrir inscrições sábado para aliados que pretendem se candidatar a prefeito ano que vem.

O ex-prefeito Guilherme Menezes e o deputado Zé Raimundo são os nomes mais cotados, com ressalva: Guilherme diz que não quer, mas, se quiser, vira favorito. Na outra banda, Herzem enfrenta defecções na base, mas é o cara.

Camaçari e os barcos parados

Manoel de Brito, presidente da Colônia de Pesca Z-14, que cobre todo o litoral de Camaçari (Itacimirim, Guarajuba, Arembepe, Jauá, Busca Vida e Barra do Jacuípe), diz que todos os pescadores da área, com quase 50 barcos, mesmo trabalhando em alto-mar, no fundo, onde o óleo não chega, estão parados.

– A questão é que ninguém compra o peixe e está todo mundo com os freezers cheios. Até acabar essa onda vai ser isso, infelizmente. 

E quem  paga a conta?

O estrago do óleo no litoral baiano descambou para o jogo político. O deputado federal Paulo Azi, presidente do DEM na Bahia, disparou contra Rui Costa dizendo que ‘beira o inacreditável o governador viajar de férias’ enquanto prefeituras tentam se livrar das manchas de óleo.

Rosemberg Pinto (PT), líder do governo na Assembleia, rebateu dizendo que nunca viu Azi cobrar soluções para nada de Bolsonaro. Em suma, a conta está aí, falta o pagante.

Prefeitos dizem que estão pagando a conta do óleo

Leandro Ramos (PSB), prefeito de Igrapiúna e presidente do Consórcio Intermunicipal do Mosaico das APAs do Baixo Sul (Ciapra), entidade que congrega os municípios de Valença, Taperoá, Cairu, Ituberá, Camamu e Maraú, além de Igrapiúna, vai pedir audiência com Rui Costa para dizer que até agora Estado e União muito pouco ajudaram os municípios atingidos pelo óleo.

– Não é justo que apenas a parte mais fraca, os municípios, assuma sozinha a conta de um desastre dessa magnitude.

O tom de Fernando Brito (PSD), prefeito de Cairu, onde fica Morro de São Paulo, é o mesmo:

– Estamos pagando a conta quase sozinhos. Temos tido menos receitas, mais despesas, e os entes maiores, demorando. Não vamos aguentar.

REGISTROS

Ruy Barbosa 1

O Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI) farão nesta quinta, às 17h, sessão especial, com apoio da OAB-BA e do TJ-BA, em homenagem aos 170 anos de nascimento do jurista Ruy Barbosa.

Ruy Barbosa 2

Pelo IGHB, estará o professor Saulo Dourado, autor de Borbulhas do gênio, um livro sobre Ruy; pela ABI, o presidente Walter Pinheiro; pelo TJ-BA, o desembargador Lidivaldo Brito; e pela OAB-BA, o advogado Cláudio Sampaio.

Contra o BRT

O Movimento Não ao BRT, que tenta evitar a implantação do BRT que liga a rodoviária à Estação da Lapa, passando pela Avenida ACM, em nome da preservação ambiental, vai se reunir nesta quinta, 7, às 16h, com o procurador da República Leandro Nunes, em mais uma tentativa de barrar a obra.

Lençóis na ponta

Eleita pelo site Melhores Destinos para receber o prêmio de Melhor Destino 2019, Lençóis, na Chapada Diamantina, tem a expectativa de bombar no verão 2019-2020. Lá se diz que os itens segurança, custo-benefício, atrações, gastronomia e receptividade foram decisivos.

adblock ativo

Publicações relacionadas