PDT começa hoje o processo de expulsão de Alex e Samuel Junior

Publicado quinta-feira, 09 de setembro de 2021 às 06:04 h | Atualizado em 06/12/2021, 15:31 | Autor: [email protected]

O deputado federal Félix Mendonça Júnior, presidente do PDT na Bahia, diz que ainda hoje o partido encaminha para o Conselho de Ética o pedido de expulsão do também deputado federal Alex Santana e do estadual Samuel Júnior.

Os dois são ligados à Assembleia de Deus e anteontem foram às manifestações pró-Bolsonaro, o que irritou o presidente nacional do partido, Carlos Lupi.

As insatisfações, principalmente com Alex, são acumuladas. Na Câmara, ele sempre votou 100% com Bolsonaro, nunca com o partido.

Com Valdomiro — Félix conta que quando os dois entraram no partido disseram que em questões que ferissem os princípios doutrinários da igreja ficariam com a igreja.

— Mas nunca ficaram. Nem nas coisas bobas.

E o PDT vai pedir os mandatos dos dois? Provavelmente sim, o que significa mais perturbações, na justiça, para os parlamentares.

Samuel Júnior disse ontem que oficialmente não foi comunicado de nada, sabe do que se passa pela imprensa, mas ressalvou:

— Se eu ir a um ato de 7 de setembro vestido de verde e amarelo cantar o hino nacional é traição, vamos discutir. Agora, não tenha dúvida que o meu partido é o pastor Valdomiro. E se ele simpatiza com o presidente...

Refere-se ao pastor Valdomiro Pereira, presidente estadual da Assembleia de Deus. Samuel diz que vai lutar pelo mandato.

Pelegrino vai quase indo

Só falta o plenário da Assembleia votar o nome de Nelson Pelegrino para o TCM na vaga de Paolo Marconi. Ontem, ele foi sabatinado pela CCJ da Alba quando proclamou o tom do que pretende:

— Eu não vou olhar a letra fria da lei.

É tudo que os prefeitos gostariam de ouvir. E também até aí tudo bem, mas há um porém, primeiro vai ter que derrubar a liminar dos servidores do TCM reivindicando a vaga a ele reservada.

Com Ciro, Neto e Bolsonaro

O PDT baiano tem dois deputados federais, Félix Mendonça e Alex Santana, e quatro estaduais, Samuel Júnior, Roberto Carlos, Euclides Fernandes e Leo Prates, que está licenciado e ocupa a Secretaria de Saúde de Salvador.

Com a provável saída de Alex e Samuel, ainda ficam problemas pendentes. Félix e Leo fecham com Ciro Gomes para presidente e ACM Neto para o governo. Roberto diz que Ciro sim, mas Neto não e Euclides deve segui-lo.

Em Feira, só dá a Câmara

Degringolou de vez o clima na Câmara de Feira de Santana, a ponto de já se começar a falar no impeachment do presidente, Fernando Torres (PSD). Ontem, ele subiu à tribuna  e chamou o colega, pastor Valdemir Santos (PV) de ladrão.

— O senhor levou para sua casa as cadeiras da Igreja Quadrangular! O senhor roubou!

Adiante, falou da ameaça de impeachment:

— Impeachment? Vocês só têm sete votos, temos 14. Vou no tempo certo.

Qual será o efeito feriadão? Leo Prates diz estar ligado

Se o feriadão de 7 de setembro passou a sensação que o velho normal voltou, com praias lotadas de cabo a rabo, qual é a expectativa das autoridades para o futuro próximo? Com a palavra, Leo Prates, secretário de Saúde em Salvador.

— Olhando um lado bom e outro ruim. O bom é que, Prefeitura de Salvador e governo do Estado, avançamos muito na vacinação. A ruim é que países como EUA e Israel liberaram o uso de máscaras e depois tiveram que recuar. Ainda temos a cepa Delta e também a preocupação de países pobres da África que até agora só vacinaram 10% da população.

Ou seja, apesar dos bons sinais, e do relaxamento geral, momento ainda requer preocupação.

REGISTROS

Questão de supremacia

Bolsonarista ostensivo, o deputado Capitão Alden (PSL) disse que as manifestações do 7 de Setembro mostraram ‘que supremo é o povo’. Nas redes, recebeu a resposta: ‘É justamente essa a questão, uma minoria querer tomar a supremacia’.

Esperando Ciro

Aliados de ACM Neto se animaram com uma pesquisa do Poder Data divulgada esta semana: o potencial de votos em Lula é de 55% e em Ciro Gomes é de 51%. o terceiro é João Doria com 35% e o quarto Bolsonaro com 30%. Isso quer dizer, há espaço para a terceira via.

Folia à vista

Paulo Ornish, o Paulinho Tô a Toa (DEM), vice-prefeito e secretário de Turismo de Porto Seguro, traçou as normas para o Réveillon e o  carnaval. Estabeleceu protocolos, mas diz trabalhar num cenário otimista, com o efeito vacina. Pelo projeto, blocos ficam na Passarela do Descobrimento e trios vão para a orla norte.

Caroline lá

A revista científica Brazilian Journal of Development publicou artigo que trata de ações para evitar a contaminação do ambiente hospitalar, da engenheira Caroline Santos da Silva. Ela atua no Hospital Roberto Santos.

Publicações relacionadas