adblock ativo

Preocupação agora é com portos e aeroportos. Vai dar para segurar?

Publicado às | Atualizado em 13/10/2021, 23:35 | Autor: [email protected]
Leo Prates: ‘Para mim, esse é o momento mais complexo | Foto: Shirley Stolze | Ag. A TARDE | 2.2.2021
Leo Prates: ‘Para mim, esse é o momento mais complexo | Foto: Shirley Stolze | Ag. A TARDE | 2.2.2021 -
adblock ativo

Feriadão do Dia das Crianças, praias cheias nos quatro cantos da Bahia, tudo parecendo que o velho normal voltou. Mas só parece. Nos núcleos do poder, o verão está chegando e a preocupação maior é com os portos e aeroportos, os canais de entrada da Covid, também podem ser de variantes malditas.

Isso ficou exposto na reunião ontem entre secretários municipais de saúde das capitais, Ministério da Saúde e Anvisa. Ponto crucial: o governo liberou os navios de cruzeiro marítimos e quem vai fiscalizar?

A ideia inicial era empurrar para os municípios, fazendo a testagem na chegada. Os secretários chiaram dizendo que isso é papel da Anvisa, na saída, ideia que prevaleceu. E a Anvisa fiscaliza mesmo? A julgar pelo episódio do jogo Brasil e Argentina, interrompida com os times já dentro de campo, não dá para confiar.

Dois pontos — Leo Prates, secretário de Saúde de Salvador, disse que talvez estejamos entrando na fase mais complexa da pandemia.

— Duas questões são cruciais. Primeiro, os países ricos têm que se conscientizar que é fundamental ajudar aos mais pobres. De repente, eles desenvolvem lá uma variante que fure o bloqueio da vacina. E segundo, o controle de portos e aeroportos.

Fica difícil na medida em que o governo resiste até em exigir o passaporte da vacina, coisas que outros países fazem sem pestanejar. É mais um complicador para o carnaval, talvez o maior.

No garimpo, sempre perigo

O deputado Adolfo Menezes (PSD), presidente da Assembleia, que é de Campo Formoso e grande conhecedor da garimpagem de esmeraldas, diz que o acidente que ocorreu lá, com dois mortos, é mais fruto da imprevisibilidade, embora faça a ressalva de que a grande maioria é de irregulares, que não obedece às regras porque ficaria caro demais.

— Acidentes sempre acontecem, mas a grande maioria é desmoronamento.

PCdoB define os seus rumos

O PCdoB realiza de hoje a sábado a plenária final do seu 15º Congresso e é a partir das decisões que serão tomadas que o partido definirá os rumos na busca de parceiros para firmar uma federação visando 2022.

—Ainda não tem nada decidido. Apenas temos várias opções para conversar, o PSOL, o PSB e o próprio PT.

De agora por diante, com as novas regras, vai ser intensa a movimentação nos partidos para 2022.

Zé Carlos, do PL, quer Félix

O ex-deputado José Carlos Araújo, presidente do PL na Bahia, diz que na formação da chapa de ACM Neto, gostaria de ver o deputado federal Félix Mendonça (PDT) figurando como vice:

— João Gualberto (prefeito de Mata de São João, do PSDB), Zé Ronaldo (ex-prefeito de Feira) e Elmar Nascimento (deputado) são excelentes quadros, mas temos uma relação mais próxima com Félix.

Neto diz que só vai cuidar disso em 2022, mas o tititi...

Na luta contra a violência, Rui se queixa da justiça

Vista de longe, no home-office, Salvador, a capital baiana, não deixa saudades, muito pelo contrário, assusta com a onda de violência cada dia mais frequente nos bairros da cidade, sem distinção, pobres e nobres.

Isso influi decisivamente da prevalência do baixo astral, com as más notícias imperando, a exemplo do episódio de anteontem, no Uruguai, com seis mortos e 12 feridos.

Ao falar sobre o assunto ontem, dizendo que impor restrições a festas de paredão com a exigência da autorização prévia, Rui Costa evocou uma velha queixa dos policiais que muito contribui para a violência:

— A imprensa tem a obrigação de divulgar isso, a polícia prende num dia, a justiça solta no outro.

REGISTROS

Meia surpresa

A notícia do assassinato em Feira de Santana, semana passada, do vereador Sivaldo Barreto, o Bagaceira (PSD), da pequena Ipecaetá, sacudiu o município. Mas a revelação do delegado Luis Osório, de Santo Estevão, que apura o caso, de que uma das linhas é o envolvimento dele com o tráfico de drogas, não. Lá se diz que muito se falava disso.

Pelo 14º

Cândido Guirra (PP), prefeito de Caldeirão Grande anunciou o 14º salário para professores efetivos e deu o maior, da parte dos excluídos. Recuou avançando. Anunciou que o 14º irá para todos os servidores da educação.

Questão de dose

A chuvarada que inundou partes de cidades como Itabuna e Jequié, apesar dos grandes transtornos urbanos, foi bastante aplaudida pelo pessoal da zona rural. Se diz nas redes que o xís da questão é rezar para São Pedro caprichar na dose, nem tão pouco e nem tanto.

Manga dá

O IBGE divulgou dados que aponta Casa Nova como terceiro produtor de manga do Brasil. Pelo pique de expansão da área plantada, o prefeito Wilker Torres (PSC) diz que logo será primeiro.

adblock ativo

Publicações relacionadas