O Carrasco - Alexandre, o valentão

Publicado domingo, 20 de março de 2022 às 23:30 h | Atualizado em 20/03/2022, 21:14 | Autor: Da Redação
Os bastidores do poder baiano passam por aqui
Os bastidores do poder baiano passam por aqui -

Reza a lenda que “Alexandre, o Grande”, seria um empresário que se diz dono de Lauro de Freitas quase toda. Vem há anos tentando engabelar a justiça e obter valores milionários decorrentes de indenizações naquela cidade, pertencentes a terceiros. Sem sucesso, ainda segunda a lenda, quem entrou em campo foi seu rebento, “Alexandre, o Valentão”. Chega a esse Carrasco história de que esse rapaz teria adentrado um cartório de registro de imóveis em Lauro de Freitas e por pouco não deu uns tapas num coitado servidor que apenas cumpre ordens judiciais e ganha corretamente seu pão de cada dia. Parece que a dupla, além de perder a causa na justiça, anda perdendo a paciência e as estribeiras.

ASSUNTO DA SEMANA

A cerimônia que marcou o apoio de João Leão a ACM Neto teve entre seus assuntos mais comentados a presença jocosa do prefeito de Jequié, Zé Coca. Presidente da UPB e tido como fiel declarado apoiador de Rui Costa e da 1ª dama do Estado, que o elegeram nos dois postos, o alcaide se viu num desconforto constrangedor, como quem veste a carapuça de traidor. Pelos quatro cantos do Hotel Fiesta, o comentário era um só: que de traíra o mundo tá cheio, mas que dupla traição, com direito a holofote na terra inimiga, só Cocá para protagonizar. 

POMBO SUJO

A fama de Cocá já está beirando o ridículo e garante a ele o carimbo de “o pior dos gestores”. As atitudes duvidosas e as trairagens estão lhe dando o status de animal penoso pintado e ave de rapina, como disparou o ex-secretário Fábio Vilas Boas. Ainda que com um ou outro saindo em sua defesa, a causa já é perdida. A oposição já garantiu força e já tem até vereador afirmando vestir saia e renunciar se Cocá provar que cumpre com a palavra. A essa altura o Palácio de Ondina já deve sentir saudades de Sérgio da Gameleira, a quem Rui Costa lhe deu as costas na última eleição. O caos está instalado na Cidade Sol e Zé se queimando no próprio inferno astral. 

O MELADO E O SUJO

Que Zé Cocá pode ser chamado de “pombo sujo” a gente até entende. O que este Carrasco não aceita é que o apelido tenha sido lhe dado por Fabio Vilas Boas. Para quem não se lembra, o ex-secretário de saúde da Bahia se envolveu num episódio grotesco, onde chegou a praticar condutas criminosas contra a proprietária do restaurante Preta, na Ilha dos Frades. Depois dessa baixaria, Fabio foi rebaixado perante a sociedade baiana, vindo à tona seu lado verdadeiramente virulento. Um cabra desse ainda tem coragem de se afirmar pré-candidato a deputado federal. Quanto à afirmação contra Zé Cocá, digamos que seria o melado falando do sujo.

A INIMIGA

Não é de agora que a Shell é alvo da Justiça por conta de danos causados ao Meio Ambiente. Na Holanda, estas denúncias não passaram despercebidas e diretores da empresa estão sendo processados pelo Tribunal de Haia, após descumprirem a meta de redução de suas emissões de carbono. Enquanto isso, no Brasil, a Shell passa por cima da Justiça e até hoje um caso no Litoral do Nordeste não foi solucionado. Se lá no exterior a fiscalização acontece, aqui as distribuidoras seguem enchendo o bolso, seus diretores aumentando a mamata e os consumidores tendo o a vida sacrificada. Nada como deitar e rolar pelo Brasil.

JARDIM DO ÉDEN

“Nenhum vice-governador foi tão bem tratado na história da Bahia, por isso fica o sentimento de ingratidão”. Essa foi a afirmação do presidente do PT baiano, acusando João Leão de ingrato em plena entrevista na Rádio Salvador FM. Se prometeram ao Bonitão nove meses de mandato e depois lhe deixaram a ver navios, o traidor só pode ter sido outro. Otto Alencar, o traíra mor da Bahia e principalmente do rio São Francisco, pelo menos nesse episódio também não pode levar a pecha de traidor. Quem tem de colocar a mão na consciência é aquele que combina as coisas e depois sai descumprindo os acordos através de entrevista na imprensa. Para quem vivia no Jardim do Éden, a turma da esquerda agora vive no mundo do desespero, ante a possível derrota para o ex-prefeito de Salvador. 

TCU PEGOU GABRIELLI

Na última semana, José Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras, além do ex-diretor da área internacional da companhia, Nestor Cerveró, foram condenados a devolver mais de 79 milhões de dólares aos cofres públicos, além do pagamento de multa no valor de 10 milhões de reais. Na mesma semana, Gabrielli e mais seis pessoas e quatro empreiteiras foram responsabilizados por prejuízos na refinaria do Paraná, entre 2008 e 2014, sendo condenados a devolver 704 milhões de reais. O homem que acostumava a dizer que “passaria o trator” sobre seus desafetos é considerado o queridinho de Lula e tem sido um dos conselheiros ocultos do pré-candidato a presidente da república pelo PT. E agora? Lula vai dizer que não sabe de nada e deixar o condenado dando pitaco em seu plano de governo?

OS XERIFES

Chega nesse Carrasco uma denúncia sobre supostos acúmulos irregulares de cargos envolvendo diretores do Hospital Roberto Santos. Por lá, o comentário é um só: se as denúncias forem comprovadas, um certo xerifão e sua parceira irão perder a estrela que carregam no peito. Breve, mais informações! 

O DITADOR DA CELULOSE

Em Nova Viçosa, a gestão da atual prefeita Luciana Machado, esposa do deputado estadual Robinho (PP), segundo informações de bastidores, está sendo acusada de perseguição e abuso de autoridade contra diversos opositores que possuem fazendas de eucalipto, pequenas empresas e até uma gigante da celulose. Se o que contaram ao Carrasco for verdade, parece se tratar daquela velha e cabulosa tática de criar dificuldade para vender facilidade. Pelo andar da carruagem a coisa vai parar no Ministério Público, mas as vítimas não descartam levar o caso à Polícia Civil da Bahia. A julgar pela relação que Robinho passou a ter com o governador Rui Costa, depois de traí-lo politicamente, a investigação, caso instaurado o devido inquérito, será impiedosa e não sobrará pedra sobre pedra. Quem pariu Mateus que balance.

SELVA

O bicho vai pegar para aqueles empreiteiros e certos apadrinhados que eram protegidos, mas que já não são mais os “reizinhos da selva". Os holofotes já foram ligados e a mamata vai acabar! O que já se sabe é que vem chumbo grosso por aí, acompanhado de revelações que vão fazer entrar "água no brinquedo".  O Carrasco não é baú pra guardar segredo. Aguardem! 

INVESTIMENTO GORDO

O prefeito de Itanagra, Marcus Sarmento (PP), vai destinar das contas públicas mais de um milhão e meio de reais para a empresa Realce Produções e Eventos Eireli. A empresa deve planejar e executar eventos culturais, educacionais e esportivos. Pelo visto, a farra vai ser boa por lá! É aguardar para ver.

POR BAIXO DO PANO

Estamos de olhos mais abertos depois de recebermos denúncias sobre supostas irregularidades na licitação, para contratação de empresa responsável pela ampliação do mercado municipal de Candeal, no Nordeste da Bahia. Segundo informações, existem denúncias sob a batuta do MPF, que serão descortinadas em breve.

BRIGA ANTIGA

Antigos desafetos, Marcelo Nilo e Félix Mendonça Jr. já brigaram lá atrás pelo controle do PDT no estado. Félix levou a melhor e Nilo deixou o partido. Agora eles brigam pela vaga de vice na chapa de ACM Neto. Para quem quer saber se o clima entre eles melhorou, Félix define assim a relação com o ex-correligionário: "Continua a mesma".

TEM PARA ESCOLHER

É um "problema bom", mas ACM Neto terá mais trabalho para arrumar o time com a chegada de João Leão. O Bonitão já chegou sentando na janela, com a candidatura ao Senado. Agora resta uma vaga, a de vice, e tem muita gente de olho - não só antigos aliados, como Zé Ronaldo e o bispo Marinho - mas outros também novos, caso do próprio Nilo. Curiosamente, se a vaga fica com Nilo, pode-se dizer que será uma chapa totalmente adesista.

NÃO TÁ MORTO

Em visita à Bahia na última semana, o presidente Jair Bolsonaro enfrentou vaias de estudantes no Senai Cimatec, claramente encomendadas pelos seus opositores. Mas também é verdade que encontrou quantidade muito expressiva de apoiadores nas Obras Sociais Irmã Dulce, seja entre profissionais ou mesmo populares que o aguardavam em frente ao prédio. Quem lhe der como morto na disputa eleitoral pode terminar é com os “burros n’agua”.

REVIGORADO

Perguntado sobre a intenção de ficar por oito anos no cargo de senador, caso seja eleito, o vice-governador João Leão (PP) foi enfático. "A única possibilidade de eu não completar os oito anos de mandato é se eu morrer". O segredo para ficar no cargo até os 84 anos, idade que terá completado o fim do mandato, é o "vigor". “Sou casado com Dona Teresa há 48 anos e ela sabe o que é meu vigor”.

NINGUÉM LIGA POR ORA

A desclassificação de Bahia e Vitória na primeira fase do Campeonato Baiano, ao contrário de outros momentos de má fase da dupla Ba-Vi, ainda não gerou discursos pedindo a volta de figuras do passado. O clamor pela volta de Paulo Carneiro foi atendido em um passado recente e o dirigente não evitou a derrocada rubro-negra. No Bahia, Marcelo Guimarães Filho ainda critica a atual diretoria, como no dia do evento que oficializou a aliança entre ACM Neto e João Leão, na última quinta-feira, 17, no Hotel Fiesta. MGF, porém, até então é pouco ouvido. A desesperança nunca se aparta dessas figuras do futebol. Se eleito deputado federal, Marcelinho, como é conhecido, pode se capitalizar politicamente e sonhar mais alto com o retorno ao Esquadrão de Aço. Ou seja, a democratização do clube, com a possibilidade de voto por todos os sócios, pode se voltar contra quem a idealizou, devolvendo a MGF o comando, tal como fez com Paulo Carneiro.

ÉTICA LONGE DA IDEAL

Não é que a briga pela candidatura de vice-governador na chapa de ACM Neto tem deixado gente com os nervos a flor da pele? Na semana passada um advogado tirado a HIPER inteligente ficou “chateadinho” e “zangadinho” porque a vice não vai para o PSDB, frustrando seu antigo sonho de ser alguém na advocacia. Tendo seu ídolo na vice-governadoria, Neto, o aprendiz de advogado, achava que poderia estender para a área pública, os tentáculos que arrota ter no segmento privado. O IDEAL mesmo é esse causídico se conformar com sua pífia carreira no juizado especial de pequenas causas.

AINDA SOBRE TRAIÇÃO

Quando o assunto é traição, no interior da Bahia o pecado tem nome e sobrenome. José ROGÉRIO Costa SOUZA, se elegeu prefeito de Apuarema em 2020 com a ajuda de pessoas que julgavam ser amigos desse forasteiro cidadão paulista. Deu-lhes a eles uma banana. As mais novas vítimas da patifaria desse rapaz são os deputados Cláudio Cajado e Eduardo Sales, bem como seu partido, o Progressistas. Fontes desse Carrasco descobriram que apesar de jurar de pés juntos que marcha com a chapa ACM Neto/João Leão, Rogério está de conversas praticamente alinhavadas com o governador Rui Costa. Vindo desse elemento nada é impossível. A oposição na cidade, ligada ao deputado Sandro Regis (UB) anda sorrindo dessa canalhice. Falta de aviso não foi.

DAMA DO CALOTE

A empresa DAMHA URBANIZADORA, tida como suposta potência no segmento de loteamento pelo interior de São Paulo, é acusada na Bahia de dama do calote. Entregou fora do prazo a fase 1 de um empreendimento em Feira de Santana. Ainda não concluíram a fase 2 e já são enormes as críticas dos clientes, que alegam ter comprado gato por lebre. Pior é que, na maior cara de pau, a DAMHA deu e vem dando vários birros nos prestadores de serviço, principalmente do segmento da construção civil. A Princesa do Sertão não tem dado sorte com o prefeito Colbert Martins e tem dado muito azar com essa empresa que só faz desaquecer o mercado e o comércio local. Diante das queixas, o Carrasco já solicitou uma lista completa das vítimas do calote. Logo estarão citadas aqui, juntamente com o tamanho financeiro do rombo da DAMHA. 

ENQUADRADA

Nessa semana quem leva a enquadrada é a Clínica Delfin. No domingo passado (13), Laura Nogueira, advogada de 48 anos, por incrível que possa parecer, foi “esquecida” no túnel de uma máquina de ressonância magnética. Localizada no bairro Itaigara, a Clinica Delfin era tida como referência e qualidade no atendimento. Após a finalização do exame e mesmo tendo acionado o botão de segurança, a paciente teve que aguardar, esquecida, durante longos 10 minutos, até que funcionários, desesperados, adentrassem a sala do procedimento. Segundo apurou essa coluna, a empresa abriu um procedimento para apurar o caso. O Carrasco aguarda ansioso a conclusão para noticiar qual o motivo do desleixo.

Publicações relacionadas