adblock ativo

O Carrasco

Publicado segunda-feira, 12 de julho de 2021 às 06:00 h | Atualizado em 11/07/2021, 18:00 | Autor: O Carrasco
Ilustração: A TARDE
Ilustração: A TARDE -
adblock ativo

QUITÉRIA COM K

Enquanto tem gente fazendo jus ao nome ,tem outro que ainda não disse pra que veio . A PEC 84, enfim , foi ouvida e agora produz resultado.um reajuste anual de 1% para os municípios , cuja fatia da Bahia e se R$466 milhões .Tudo isso graças ao trabalho da ex-presidente da UPB, Maria Quitéria . Já o atual presidente Cocá, mesmo com todo apoio recebido da classe política e do Governo, tem deixado a desejar e já começa a receber críticas de associados. Se não abrir os olhos, corre o risco de esvaziar a UPB, cujos prefeitos vêm demonstrando mais simpatia e interesses pelos Consórcios Públicos Regionais .

USO INDEVIDO*

Nas bandas de Riachão da Neves, Bacia do Rio Grande, um contrato firmado com o escritório Dourado Marques Moreira e Costa Advogados Associados, no valor que ultrapassa os R$ 11 milhões, precisou ser anulado pela justiça. Caso contrário, este escritório iria receber o valor que seria retirado indevidamente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Ainda bem que a justiça chegou a tempo.

CADA VEZ PIOR

Lá por Feira de Santana, um inquérito civil para apurar supostas irregularidades na distribuição de cestas básicas, durante o período eleitoral já foi instaurado pela justiça. Existem rumores que a turma da situação está se virando aos "quatro cantos" para tentar barrar de vez a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o fato. Por quê será?

IDEIA DE JERICO

O prefeito de Amargosa, Júlio Pinheiro (PT) atualmente está com a nefasta ideia de desapropriar o 'Parque de Exposições' da cidade, cujo local é tido como patrimônio dos agropecuaristas. De acordo com os próprios agropecuaristas, o local é de extrema importância para a economia do município. A denúncia que chega para este Carrasco é a de que o prefeito pretende fazer um centro educacional, sendo que o parque pertence à Cooperativa Agropecuária de Amargosa (COAMAR). Mas logo aí, prefeito?

ME DESCULPE I

O deputado Capitão Aden (PSL) tem uma estratégia muito clara para não ter o mandato cassado pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa: pedir desculpas. Foi o que ele fez, mais uma vez, ao depor no conselho na reunião virtual desta semana. “Me retratei publicamente em mais de uma ocasião”, disse ele, que responde a um processo por ter acusado, numa live, os deputados de oposição de receberem R$ 1,6 milhão da prefeitura de Salvador.

ME DESCULPE II

Na mesma sessão, o advogado Balbino Prazeres, que representa Alden no processo, seguiu com a estratégia e pontuou em sua explanação que o artigo 145º do Código Penal brasileiro determina que o “querelado que, antes da sentença, se retrata cabalmente da calúnia ou da difamação, fica isento de pena”. O Conselho de ética ainda v ai decidir se pune ou não o deputado bolsonarista, mas o pedido de desculpas não agradou parte dos parlamentares. Para a deputada Fabíola Mansur (PSB), “as ofensas devem ser retratadas à altura”.

MUITO CHÃO AINDA

Apesar do arranca-rabo recente de ACM Neto (DEM) com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), ainda é cedo para dizer que o Democratas não apoiaria o tucano em uma eleição presidencial. Como sinalizou recentemente em entrevista ao A TARDE, Neto sabe que muita coisa ainda vai acontecer até 2022. Inclusive as prévias do PSDB, marcadas para 21 de novembro. Até lá, a tendência é que o ex-prefeito se mantenha atento, conversando com muita gente e aguardando o cenário que vai se desenhar.

MAIS UM JACARÉ

Ao se vacinar contra a Covid na semana passada, ACM Neto foi de camisa Lacoste, o que foi motivo de piada: quis o ex-prefeito fazer uma tímida referência ao jacaré da fala de Bolsonaro sobre a vacina?

O DIA

Chamou a atenção do mitiê político o dia escolhido pelo ex-prefeito ACM Neto para se vacinar contra a covid-19. Foi no mesmo dia em que o Datafolha divulgava a irreversível rejeição a Bolsonaro no Brasil. Neto tem 42 anos de idade e a prefeitura de Salvador liberou a vacinação para sua faixa etária 10 dias antes. Para analistas de plantão, o contra ponto a Bolsonaro, que sempre discordou da vacina, seria uma boa jogada para tentar se desvincular de vez da imagem do presidente. A dúvida que paira é se João Roma agora vai usar máscara na presença de Bolsonaro

FALTOU COMBINAR

Com a empolgante redução da taxa de ocupação dos leitos de UTI em Salvador que permitiu à cidade entrar na fase verde de restrição das atividades, com a retomada de eventos sociais para até 100 pessoas, o prefeito Bruno Reis se mostra cada vez mais confiante. Apesar de dizer que rapidamente tudo pode azedar se os casos voltarem a subir, projeta réveillon e carnaval em 2022 se a população estiver vacinada. Faltou combinar somente com o seu secretário de Saúde, Léo Prates, que já admitiu publicamente que não crê na população 100% imunizada até o fim do ano e que a folia momesca deveria acontecer em um formato bem diferente do que estamos acostumados.

TI-TI-TI

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Adolfo Menezes, fez um comentário enquanto presidia a sessão da semana passada que balançou as estruturas do Parlamento. O chefe do Legislativo baiano informou que estudava a possibilidade do retorno das atividades na Casa já que, pela idade dos 63 parlamentares, todos já teriam sido vacinados com as duas doses das vacinas contra a Covid-19. Apesar do tom de brincadeira com as idades dos colegas, o ti-ti-ti nos corredores e nos grupos de Whatsapp dos servidores foi inevitável.

CABEÇA DE CHAPA

A insistência do vice-governador João Leão em pleitear a cabeça de chapa para o governo do estado em 2022 tem embaralhado as cartas da base aliada do governador Rui Costa. Não se sabe até onde vai a resistência e paciência do vice, que tem exigindo uma “vezinha” do PT após tantos anos de apoio do PP à legenda. Há a possibilidade, ainda que remota, de que o pepista, contrariado, vá flertar com adversários do PT, como uma forma de retaliação pela falta de apreço.

ÁGUA NA FERVURA

A tensão entre os poderes da República e Forças Armadas é a bola da vez e o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), tem se mobilizado para tentar acalmar os ânimos de agentes políticos. Para piorar a situação, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em mais uma de suas inúmeras ameaças, disse que não vai realizar as eleições em 2022, caso não “haja um sistema eleitoral auditável”, embora as urnas eletrônicas sejam totalmente auditáveis. Lira disse a aliados que o momento é crítico e que o ideal agora é colocar “água na fervura”

MAIS UM

Depois da última pesquisa DataFolha indicar que o presidente Bolsonaro é avaliado pelos brasileiros como “incompetente”, “pouco inteligente”, “autoritário” e “ineficiente”, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Adolfo Menezes, acrescentou um adjetivo ao rol de imprecações contra o presidente: “vulgar”. Para Menezes, Bolsonaro vulgariza “o cargo de Presidente da República, com palavras chulas”.

MP DO B I

Esse Carrasco tomou conhecimento da Chamada Pública Simplificada de Projetos 01/2020, elaborada pela Promotora Hortênsia Pinto, para selecionar projetos visando receber recursos derivados de TAC celebrado no âmbito do Inquérito Civil nº 003.9.62080/2019 e cuja linha de atuação seria “Pesquisa/estudos urbanos ambientais” e “Transformação/intervenção sócio ambiental”.  Seria uma ideia louvável do MPE, se o seu objetivo não tivesse sido desvirtuado.

MP DO B II

Se não bastasse o fato de que a Promotora foi titular de uma Promotoria que foi reconhecida pelo próprio MPE como inexistente, um dos projetos selecionados foi do Grupo Ambientalista GAMBÁ, cujo coordenador é um advogado que foi estagiário da Promotora e cujo escopo do trabalho consiste em: a) elaborar Ações Civis Públicas e ajuíza-las em conjunto com o MPE; b) praticar a atividade de “advocacy” (no popular Lobby) junto aos meios de comunicação e órgãos governamentais!!!!???.

MP DO B III

A Promotora além de aprovar um projeto cujo objetivo é diverso da linha de atuação prevista na Chamada Pública, delega para uma ONG atribuição do MP de elaborar ACP, configurando desvio de conduta e formação de um grupo, acobertado pelo Estado, cujo objetivo é constranger empresários, fomentando a insegurança jurídica em nossa Cidade.  Basta checar a quantidade de ACP ajuizada pelo GAMBÁ e MPE nos últimos anos contra empresários e empresas privadas da construção civil. Se esse tipo de ilegalidade não for abortado pelo CNMP, não demora e vai ter membro do MP dividindo salário com advogado para que esta último faça o seu mister.

EMBASA x COELBA

Na semana passada a EMBASA foi alvo de duras críticas feitas pelo presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Júnior. A diretoria da empresa é acusada de descaso com a classe política e maltratar os consumidores. Chega a esse Carrasco a informação que outra empresa que não tarda a ser alvo de crítica é a COELBA. Segundo empresários, uma funcionária de nome Cynira será a bola da vez. O fato: criar dificuldade para gerar facilidade.

adblock ativo

Publicações relacionadas