adblock ativo

Boas experiências na gestão da saúde baiana

Publicado terça-feira, 10 de outubro de 2017 às 09:00 h | Atualizado em 10/10/2017, 09:07 | Autor: [email protected]
adblock ativo

O estigma: no vasto universo dos serviços de saúde baiano há muita coisa boa acontecendo, embora na mídia só prevaleçam os fatos negativos. Como virar o jogo?

Aí está o desafio que Maurício Dias, presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos da Bahia (Fesfba), topou. Ontem ele realizou a segunda edição do Benchmarking Fesfba 2017, premiando seis trabalhos a partir de 25 inscritos.

Benchmarking é referência e Maurício diz que o foco é estimular boas práticas.

– O compartilhamento de experiências bem-sucedidas é extremamente salutar.

Premiados — Os seis vencedores são: humanização, Santa Casa de Itabuna; pesquisa assistencial, Fundação José Silveira, com a experiência das pesquisas do Ibit em tuberculose; qualificação, Obras Sociais Irmã Dulce (Osid); gestão de custos, Hospital São Francisco, de Campo Formoso; socioambiental, Hospital São Rafael; e captação de recursos, Martagão Gesteira.

Desconfiança

Com 40 anos de promessas nunca cumpridas, a duplicação dos 18 quilômetros da BR-415 que ligam Ilhéus a Itabuna, cuja ordem de serviço foi assinada ontem, é vista com desconfiança por jornalistas ilheenses e grapiúnas, que ontem abordaram o governador Rui Costa sobre o fato:

– Mas agora sai. Sai porque o governador se chama Rui Costa.

Valec — As desconfianças são adubadas por outros fatos. A Valec, a estatal das ferrovias, anunciou o fechamento do seu escritório em Ilhéus dizendo que vai preferir concentrar esforços a partir de Jequié.

A questão é que entre Barra do Choça e Ilhéus a Fiol já tem 30% prontos.

Peço então aos poucos e honestos políticos que ainda existem lá em Brasília, ou no Brasil, que se posicionem. Saiam, por favor, desse silêncio acovardado

Temos que evitar decisões panfletárias

Novidades no metrô

Duas notícias sobre o metrô de Salvador, uma ruim e uma boa.

A ruim: a gratuidade para idosos, que era de 60 anos, vai passar para 65. Eduardo Coppello, presidente da Cia. de Transportes da Bahia (CTB), diz que a lei, aplicada em todos os segmentos, é de 65 anos e, com a integração, o ajuste teve de ser feito.

A boa: Rui Costa vai hoje (8h) à estação do Detran entregar a primeira passarela com escada rolante, modelo que será adotado em todas as demais. Fala Eduardo:

– É caso único no Brasil.

Movimento — E pouco a pouco o metrô vai se incorporando à vida da cidade. O movimento, que nas duas primeiras semanas após a integração era de 136 mil pessoas por dia, já avançou bastante. Está em 220 mil, em curva ascendente.

A meta é chegar a 500 mil.

Ponto vazio

José Pires, advogado e secretário de Desenvolvimento Urbano de Lauro de Freitas, diz que no conflito de terras com Salvador a legislação em vigor que define os limites territoriais deu uma boa contribuição para estabelecer a confusão:

– Em algumas situações estabelece os marcos citando: 'Partindo de um ponto ideal...'. Ora, isso não diz nada. Mas deve prevalecer a situação social já consolidada.

Pérola de Guaratinga

O deputado Uldurico Pinto (PTN) viralizou na internet um discurso que ele fez na Câmara citando o caso do Hospital Joana Moura, de Guaratinga, por ele chamado de 'pérola'.

O hospital ficou fechado de janeiro a julho para reforma, mas, nesse período, fez cirurgias como se funcionando estivesse.

– Mas a pérola não é essa. É que entre as pessoas que fizeram cirurgias há três mortos. Fazer cirurgia em morto, convenhamos...

O Ministério Público Federal está no caso. A prefeita Christine Pinto (PSD) está na mira.

POUCAS & BOAS

* No bojo da Semana da Criança o quilombo Pitanga de Palmares, em Simões Filho, foi o escolhido para receber o projeto de intercâmbio entre crianças de escolas urbanas e quilombolas por meio da Bahiater/SDR. Entre as atividades, o plantio de uma cápsula do tempo, com desenhos e pedidos de 50 crianças que só será aberta em 2025, ano meta do Brasil, no contexto do Acordo de Paris, para redução do efeito estufa.

* O filósofo Pierre Dardot e o sociólogo Chistian Laval, franceses, estarão em Salvador de sexta até o dia 19 para uma série de conferências e também lançar o livro Comum, Ensaio sobre a Revolução no Século XXI, de autoria da dupla.

* Os dois franceses já passaram por São Paulo e Rio e na capital baiana terão o Grupo de Pesquisa Crise da Modernidade e a Revista de Olho na História como anfitriões. A agenda baiana começa sexta (16h) no PAF da Ufba, em Ondina.

* O reitor da Ufba, João Carlos Salles, dá coletiva hoje (10h30). Vai falar sobre a presença em Salvador de reitores federais que estão preparando o Fórum Social Mundial 2018, que acontecerá na capital baiana de 13 a 17 de março.

adblock ativo

Publicações relacionadas