Queiroga lamenta a morte de 500 mil brasileiros pela Covid-19

Publicado sábado, 19 de junho de 2021 às 14:53 h | Atualizado em 19/06/2021, 15:23 | Autor: Agência Brasil e Redação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, se pronunciou neste sábado, 19, sobre a marca de 500 mil mortos que o Brasil atingiu em decorrência da Covid-19, após 1 ano e 3 meses de pandemia, baseado nos dados são das secretarias estaduais de Saúde.

Em sua conta no Twitter, Queiroga diz prestar solidariedade a cada pai, mãe, amigos e parentes, que perderam seus entes queridos. "500 mil vidas perdidas pela pandemia que afeta o nosso Brasil e todo o mundo. Trabalho incansavelmente para vacinar todos os brasileiros no menor tempo possível e mudar esse cenário que nos assola há mais de um ano", disse o ministro.


Ele afirmou ainda que o governo trabalha "incansalvelmente" e vai vacinar toda a população brasileira, acima dos 18 anos, até o fim deste ano. ​“Trabalho incansavelmente para vacinar todos os brasileiros no menor tempo possível e mudar esse cenário que nos assola há mais de um ano”, relatou.

Segundo no mundo

O número registrado de mortes neste sábado foi de exatamente 500.022. Além disso, foram contabilizados, até o momento, 17.822.659 casos positivados da doença.

Com isso, o Brasil segue como o segundo país com mais mortes por coronavírus registradas, em número absolutos, atrás somente dos Estados Unidos, país que esta semana superou a marca de 600 mil mortes. A Índia aparece em terceiro, com mais de 380 mil óbitos.

Publicações relacionadas