Sindicato dos Bancários cobra vacinação da categoria ao Ministério da Economia

Publicado terça-feira, 15 de junho de 2021 às 19:29 h | Atualizado em 15/06/2021, 19:33 | Autor: Da Redação

Em reunião com o Ministério da Economia, na tarde desta terça-feira, 15, o Sindicato dos Bancários da Bahia cobrou a inclusão dos trabalhadores das agências no PNI (Plano Nacional de Imunização). Decreto presidencial considerou no início da pandemia de Covid-19 a atividade bancária como essencial. Desde março de 2020, a categoria se arrisca diariamente nas unidades, verdadeiros vetores de contaminação.

No encontro, o presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, o presidente da Federação da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto, e a presidenta do Sindicato de Sergipe, Ivânia Pereira, reivindicaram a essencialidade da vacinação da categoria, um segmento que ajudou a manter a economia nacional na crise, com pagamento de benefícios, como o auxílio emergencial, Bolsa Família, aposentadorias e salários. 

Os argumentos foram reforçados com dados epidemiológicos. Levantamento feito pelo Sindicato mostra que 67,71% dos bancários atendem diretamente o público e 28,5% dos que responderam à pesquisa testaram positivo para o coronavírus.

O Sindicato demonstrou ainda preocupação com as aglomerações nas agências, com a exigência da prova de vida do INSS. O secretário especial Adjunto de Previdência e Trabalho, Adler Anaximandro, que participou da reunião, informou que 60% dos aposentados e pensionistas já fizeram o procedimento e que foi planejado um calendário escalonado, em diálogo com o sistema financeiro.  

Com o número de casos e mortes crescentes pela Covid-19, o Sindicato tem pressa e batalha junto a diversos órgãos para que a categoria seja incluída no PNI. Ainda nesta terça-feira (15/06), o Sindicato participa de reunião no Congresso Nacional para discutir a imunização dos trabalhadores.

Nesta quarta-feira, 16, o SBBA se reúne novamente com o Ministério da Saúde para tratar do tema. O encontro é um desdobramento da reunião que ocorreu na última sexta-feira, 11. “Vacinar os bancários significa proteger toda a sociedade, já que os funcionários atendem milhares de pessoas todos os dias”, afirma o presidente da entidade, Augusto Vasconcelos.

Além dos representantes dos bancários, participaram da reunião o diretor de Relações Institucionais, Trabalhistas e Sindicais da Fenaban, Adauto Duarte, além do secretário especial Adjunto de Previdência e Trabalho, Adler Anaximandro, o diretor de Programa da SEPRT, Airton Bezerra, e o secretário do Trabalho, Bruno Dalcolmo. 

Publicações relacionadas