Em novo livro, Armando Avena aborda conflito entre autores e editores

Publicado sábado, 04 de dezembro de 2021 às 12:50 h | Atualizado em 04/12/2021, 12:54 | Autor: Da Redação

O escritor e jornalista Armando Avena lança o décimo livro, intitulado “Os 7 Vocábulos”, que já está em pré-venda. A obra trata de um tema inédito na literatura brasileira: a eterna desavença entre autores e editores.

A 'birra' que separa os que escrevem dos que editam é antiga e, no imaginário coletivo dos escritores, a figura do editor muitas vezes assume um perfil mefistofélico. O editor francês Gaston Gallimard recusou os originais do escritor Marcel Proust. O escritor André Gide e o editor Grant Richards, baseados no julgamento menos qualificado dos seus tipógrafos, que consideraram indecente a linguagem do conto “Dois galãs”, exigiram que Joyce fizesse modificações em Dubliners. Só para lembrar dois casos clássicos. Essa é uma disputa eterna, mas que nunca foi romanceada.

Em “Os 7 Vocábulos” se materializam as figuras do escritor e do editor, que colocam seus pontos de vista. Mas a obra traz outras surpresas: A primeira delas é que o leitor não saberá exatamente se estará lendo um livro de contos, um romance, uma peça de teatro, ou talvez, que esteja lendo tudo isso em uma história diferente.

Sobre o autor

Armando Avena é escritor e jornalista. Membro da Academia de Letras da Bahia, tem 10 livros publicados, com destaque para os romances “O Evangelho Segundo Maria” e “Luiza Mahin”, ambos publicados pela Geração, além de outros, como “Recôncavo” e “O Afilhado de Gabo”. Seu livro “O Manuscrito Secreto de Marx”, publicado em 2011, foi um dos finalistas do Prêmio Machado de Assis da Biblioteca Nacional. 

Publicações relacionadas