adblock ativo

Pedro, o personagem da Corte em livro de Javier Moro

Publicado sábado, 22 de setembro de 2012 às 12:59 h | Atualizado em 22/09/2012, 12:59 | Autor: Regina de Sá
adblock ativo

As histórias que se sabe de Pedro... desde menino, adorava se juntar à molecada da rua e brincar de exército em luta. Pele bronzeada, cabelos cacheados ao vento, grandes olhos negros, o menino de vida ao ar livre tinha como uma de suas diversões banhar-se nu na praia, caçar com o irmão Miguel, catar coco no imenso parque que rodeava o palácio de São Cristóvão, sede da monarquia portuguesa no Rio de Janeiro, e brincar de esconde-esconde. Mas ai se fosse pego: tirando as cerimônias oficiais, o menino Pedro fazia de um tudo para fugir das imposições e restrições que a condição de futuro príncipe de Portugal, Brasil e Algarves lhe impunha. Ninguém podia com Pedro. Nem na adolescência - um tipo daqueles solto na buraqueira, mulherengo, farrista, um malandro, dizia o pessoal da corte. Por isso que os pais de classe mais abastada da Corte imperial dobravam a vigilância quando o assunto era salvaguardar as filhas donzelas quando Pedrão rondava.

Com uma narrativa solta, o escritor espanhol Javier Moro descreve, em O Império é Você, uma história "baseada em fatos reais", como se pudesse traduzir mais do que o momento político por que passava Portugal, desde que a família real portuguesa zarpou para sua rica colônia.

O que não se conta - Talvez sem se amarrar aos fatos e feitos imperiais de D. Pedro - as mulheres, as amantes famosas, as decisões como imperador e tudo o mais que a História oficial conta, Moro constrói uma personalidade para D. Pedro, e haja imaginação:

- Qual o seu nome?
- Domitila...

"Pedro estendeu a mão para ajudá-la a se levantar. (...) O arfar dos seios generosos que subia pelo decote o excitavam. (...) E Pedro, que estava nas nuvens, viu aquela mulher como a Dulcinéia de seus sonhos quixotescos se tornando realidade". Entre o real do imperador e o romanesco tom de Moro, apenas Pedro. Não é por acaso o título: O Império é Você (e seu desprendimento frente a uma grande história-romance).

adblock ativo

Publicações relacionadas