Com novo álbum, Vanessa da Mata retorna à Bahia na sexta-feira

O show contará com grandes surpresas no cenário, nos arranjos e nas músicas novas

Publicado quarta-feira, 23 de março de 2022 às 06:05 h | Atualizado em 22/03/2022, 22:35 | Autor: Victor Hernandes*
Vanessa: o feminino sempre exaltado é outra marca do show
Vanessa: o feminino sempre exaltado é outra marca do show -

Todo o brilho e encanto da cantora Vanessa da Mata chega em Salvador na noite desta sexta-feira, 25. O evento celebra os 20 anos do tradicional espaço de eventos Pupileira, no bairro de Nazaré. Intitulado Quando deixamos nossos beijos na esquina, o show marca o retorno da artista à capital baiana após o lançamento do seu sétimo álbum.

A apresentação entrou em turnê por seis meses e promete algumas novidades. Segundo Vanessa, o show contará com grandes surpresas no cenário, nos arranjos e nas músicas novas. 

“Teremos os violões, baixo, baixo synth e bateria. Não teremos apenas as backings que são duas. Será o show já ensaiado que infelizmente só conseguimos sair em turnê por seis meses ao invés de dois anos como estou acostumada. Teremos arranjos novos de músicas muito conhecidas, como Boa Sorte, Amado e outras. Temos outras coisas também, como o cenário que é meu e está totalmente inserido nas letras e mudanças, ampliando-as para interpretação do público. E as músicas novas, é claro, que gosto muito”, destaca. 

O feminino sempre exaltado pela artista em seus trabalhos será outra marca apresentada no repertório do show Quando deixamos nossos beijos na esquina. 

“Já fizemos alguns concertos com esse repertório e ensaiamos por um mês o mesmo. Ele está afiado e totalmente coligado à luz e roteiro. Conta uma história do começo ao fim sobre o feminino. É completamente autoral, assim como esse disco que produzi inteiro, pela primeira vez”, afirma a cantora.  

Formato 

De acordo com Vanessa, o show e o álbum dela lançados antes da pandemia estão totalmente conectados. Muitos recados visuais e auditivos serão transmitidos ao decorrer de sua apresentação. Ela promete também um passeio pelos seus maiores sucessos, além de canções do novo álbum.

“Esse disco e conceito de show são totalmente interligados. Tem muitas mensagens visuais e auditivas. Muitas experiências a captar e sutilezas poéticas a se aproveitar. Para quem está precisando de sutilezas e caminhos musicais, vai fazer um passeio por esses lugares. Além de todo o disco novo, ainda temos Ainda Bem, Ai, Ai, Ai e Não Me Deixe Só, entre outras”, enumera.

O show conta também diferentes histórias a partir das letras de cada composição. Outro ponto prometido pela artista é a felicidade que o público poderá experimentar.

“Desse show, o que vemos é muita alegria de uma galera que gosta de perceber sutilezas, luz – espetáculo como um todo, sem imagens dadas, mas criadas, como nosso estímulo musical e visual mais puro. Uma experiência musical e cultural que as pessoas saem bastante felizes. Nunca tive reclamações. Dependo muito das letras e das sequências”, pontua Vanessa.

Solidariedade

Com parte da renda obtida, que será destinada aos projetos e causas sociais da Santa Casa da Bahia, Vanessa chega para cantar em Salvador com muito estímulo, segundo ela própria diz. 

“Isso é incrível. Um verdadeiro estímulo. A arte está sempre ligada às causas mais variadas. É parte do artista se envolver em causas sociais, é necessário uma evolução da nossa sociedade ou ajuda filantrópica. Seja falando ou fazendo base a beneficências”, observa. 

Sempre atenta com os problemas sociais, a artista enfatiza também sobre a importância de participar de ações e projetos, como os da Santa Casa da Bahia. “Entrar em causas inclusivas é uma maneira de diminuir o sofrimento humano e fazer evoluir esse país como um todo. Estamos muito atrás ainda. Não ser corrupto nas menores coisas, desde furar filas, até roubar 600 reais que apenas os mais pobres tinham direito. Quanto mais educação, inclusão, arte e esporte em todos os lugares possíveis, maior a forma de sensibilidade, caráter, empatia, sabedoria e crescimento de jovens de maneira saudável”, acredita.

O show de encerramento será do grupo local Confraria da Música, projeto dos cantores Alex Góes, Alvinho Pinho, Eva Cavalcante e Rafa Chaves, com repertório de canções autorais e hits da música pop nacional e internacional. 

Os ingressos da festa podem ser adquiridos pelo portal Sympla. Para acessar e participar do evento, é necessário apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid - 19.

SERVIÇO

Serviços

  • Nome do Evento:

  • Atrações:

    Abertura: Confraria da Música
  • Local:

    Cerimonial Rainha Leonor (Pupileira)
  • Data:

    Sexta-feira
  • Horário:

    20h
  • Ingressos:

    R$ 80 e R$ 200
  • Vendas:

    Sympla
  • Mais Informações:

 

*Sob supervisão do editor Chico Castro Jr.

Publicações relacionadas