Lucas Lucco desabafa sobre condenação por plágio: 'Consciência leve'

Publicado segunda-feira, 14 de junho de 2021 às 13:28 h | Atualizado em 14/06/2021, 13:31 | Autor: Da Redação

O cantor Lucas Lucco desabafou neste domingo, 13, nas redes sociais, após ter sido condenado por plágio de música. O processo alega que a música 'Mozão' seja uma cópia da composição do cantor Gabriel Bandeiras, autor da ação. Contudo, Lucco nega a cópia e afirma ter "consciência totalmente leve" sobre o caso.

Por meio dos stories, Lucas contou que escreveu a musica sozinho, em Goiânia, no início da carreira. Além disso, informou que não conhecia a música de Gabriel, intitulada de "Cuido de você, Você Cuida de mim", e que só escutou a canção, após a divulgação da ação na internet. No entanto, ele aproveitou para pedir desculpas para o cantor.

"A música é minha, escrevi sozinho em Goiânia, na época que eu não tinha um nome ainda muito conhecido, estava bem no início da minha carreira. A suposta música que eu copiei é de um artista chamado Gabriel Bandeiras, eu vim ouvir essa música pela primeira vez depois das matérias que circularam na internet", disse.

"Peço desculpas ao Gabriel, eu realmente não conhecia, ainda não tinha ouvido a música. Faz anos que esse processo está correndo, aí veio o veredito agora. Obviamente que, de acordo com as negociações da parte jurídica do meu escritório, isso tudo vai ser acertado. Eu desejo muito sucesso pra você, que Deus abençoe você e sua família e que de alguma foram essa grana possa vir como uma benção pra você", pontuou.

Após se desculpar, ele reafirmou que não conhecia a música e ressaltou a consciência tranquila. "Essa é a justiça do homem, esse pagamento vai acontecer de acordo com a resolução que o homem teve. Mas do fundo do seu coração mesmo, de coração mesmo, você acha que eu tinha ouvido sua música? Eu peço desculpas, mas eu não conhecia, eu peço desculpas por ter causado algum tipo de desconforto pra você. Mas hoje eu deito na cama, no travesseiro, com a consciência totalmente leve, limpa. Por saber que eu não fiz nada de errado", garantiu.

Publicações relacionadas