adblock ativo

Leila apresenta Nos Horizontes do Mundo em Salvador

Publicado quinta-feira, 01 de junho de 2006 às 15:38 h | Atualizado em 01/06/2006, 15:38 | Autor: A Tarde On Line
adblock ativo

Salvador será a primeira cidade do Nordeste a receber o show de divulgação de “Nos Horizontes do Mundo” da cantora Leila Pinheiro, baseado no seu último disco. A artista se apresenta na capital baiana nos dias 13 e 14 de julho, no Teatro Castro Alves, no Campo Grande, a partir das 21 horas, pelo Projeto MPB Petrobrás.



Quem abre a festa é o cantor baiano Dino Brasil. Logo depois, a paraense de Belém sobe ao palco, acompanhada por um trio de músicos para divulgar o trabalho. Com 16 faixas, Nos Horizontes do Mundo é o 12ª CD da artista, que conta com composições de Luiz Tatit, Caetano Veloso, Ivan Lins, Chico Buarque, Vander Lee, Jorge Vercilo, Paulinho da Viola e Francis Hime.



O trabalho também traz a regravação de Minha Alma, conhecida na voz de Falcão do Rapa, que foi composta por Marcelo Yuka, e insere na faixa trechos de Juízo Final, com Nelson Cavaquinho. Além de tocar piano em todas as faixas, Leila grava duas músicas que compôs: Hoje [parceria com Renato Russo em 1993], e Delicadeza, 14ª canção do álbum.



Co-produzido por Leila, o album foi gravado no Estúdio da Biscoito Fino na capital carioca, nos meses de outubro e novembro do ano passado. Em fevereiro de 2005 na capital baiana, no Studio Ilha dos Sapos, do cantor e compositor baiano Carlinhos Brown, foi feita a remixagem do CD da paraense, que começou a estudar piano aos 10 anos.



Aos 20, Leila desiste de cursar medicina para se dedicar somente à carreira musical. Nesse período, faz sua estréia como cantora no show "Sinal de Partida" e, pouco depois, muda-se para o Rio de Janeiro. É na capital carioca que ela grava Leila Pinheiro, em 1983, seu primeiro CD.



Em 1985, a artista é contemplada como cantora revelação pelo prêmio Festival dos Festivais, da Rede Globo. Na ocasião, Leila interpretou a canção "Verde", de autoria de Eduardo Gudin e José Carlos Costa Netto. O segundo álbum chegou às prateleiras dois anos depois. “Olho Nu”, da Polygram, também lhe rendeu uma premiação na Ásia, onde foi eleita melhor intérprete no Festival Mundial Yamaha.



Depois, gravou mais dez CDs, dentre eles: “Alma” [1988], "Bênção, Bossa Nova" [1989, CD comemorativo dos 30 anos da bossa], Outras Caras [1991], Coisas do Brasil [1993], Isso é Bossa Nova [1994], Catavento Girassol [1996], Na Ponta da Língua[1998], Reencontro [2000], Mais coisas do Brasil [2001].



O show do último álbum “Nos Horizontes do Mundo” ainda levará a paraense pelo Projeto MPB Petrobrás para outras cidades de Maceió, no Teatro Gustavo Leite, no dia 18, e Aracaju, nos dias 19 e 20 de julho, no Teatro Tobias Barreto. Ela se apresentará ainda em Recife [dia 21, no Teatro da UFPE], Fortaleza [22 e 23 de julho, no Anfiteatro Dragão do Mar] e em São Luis [25 de julho, no Teatro Arthur Azevedo].



Leila Pinheiro no Projeto MPB Petrobras

Quando: 13 e 14 de julho, às 21:00 horas

Onde: Teatro Castro Alves, Campo Grande

Quanto: R$ 14,00 (inteira) e R$ 7,00 (meia)

adblock ativo

Publicações relacionadas