adblock ativo

Terceira edição da Parada do Livro atrai público à praça Dois de Julho

Publicado sexta-feira, 21 de outubro de 2016 às 22:21 h | Atualizado em 21/10/2016, 22:22 | Autor: Ana Esther Lopes
Milhares de títulos foram dispostos em estandes conforme a área de conhecimento
Milhares de títulos foram dispostos em estandes conforme a área de conhecimento -
adblock ativo

Quem passou nesta sexta-feira, 21, pela tradicional Praça Dois de Julho, no Campo Grande, entre as 9h e as 16h30, deparou-se pela 3ª edição da Parada do Livro (PL) 2016. A ação, que visa disseminar e incentivar a prática da leitura, faz parte das atividades comemorativas da Semana Nacional do Livro em Salvador.

Além da entrega de livros de forma gratuita, a PL promove outras atividades literárias abertas ao público. “Na Tenda dos Escritores reúnem-se poetas e escritores, para ler os próprios poemas, crônicas e contos. Este ano,  mais de 100 poetas se  inscreveram”, explica o jornalista Valdeck Almeida de Jesus, 50, que, desde 2014, trabalha na PL na área de comunicação e como coordenador da tenda.

“É importante haver esses encontros justamente porque estamos mudando de paradigmas. Estamos passando da era analógica para a digital”, pontua. Apesar da virtualidade que permeia cada circunstância do dia a dia, Valdeck diz  acreditar na eficácia do contato real entre as pessoas e o livro.  “Mas a gente percebe que o livro em papel e os encontros pessoais, ‘olho no olho’, funcionam muito bem”, conclui. 

Mais parceiros

É com esse pensamento que a Parada do Livro tem conquistado, a cada edição que passa, mais parceiros. “Nesta edição, estamos institucionalmente inseridos em três universidades. Estamos inclusos na programação da  Unifacs, Ucsal e Uneb”, relata a presidente do Conselho Diretivo do Plano Municipal, Lourdes de Fátima Santos.

A professora ainda versa  sobre a importância da escolha de um lugar democrático e acessível ao público. “Achamos que o espaço com mais pertencimento no imaginário do baiano é a praça. A praça é do baiano”, relata Lourdes de Fátima

Além das instituições citadas,  outras aderiram à causa do projeto e apoiam a Parada do Livro, a exemplo do Grupo A TARDE.

Para quem passa pelo Campo Grande todo dia, a surpresa foi muito bem recebida. “Acho bem legal essa ideia de divulgar a leitura para os jovens, distribuir livros gratuitamente”, relata Diego Rodrigues, 20, estudante do 3º ano do Colégio Estadual Odorico Tavares. Essa é a segunda vez que Diego participa do evento: “No ano passado, eu fiquei sabendo pela internet. Desta vez, soube quando  cheguei aqui”.

Já Eduarda Bruna Nascimento, 15, estudante do 1º ano do Colégio estadual Manoel Novais, acentua a importância da parada. “Acho muito bom, porque a taxa de pessoas que nunca leram ou compraram um livro é muito alta. A PL ajuda bastante porque torna a leitura mais acessível. Eu pretendo voltar nas outras edições”, avisa.

 O evento é uma realização do Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca (PMLLB), em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Secretaria Municipal de Educação (Smed), Fundação Gregório de Matos (FGM), Secretaria Municipal da Reparação  (Semur), Conselho Regional de Biblioteconomia (CRB-5ª Região) e  instituições públicas e privadas.

adblock ativo

Publicações relacionadas