Após atos pró-Bolsonaro, bolsa cai mais de 2,5% e dólar sobe 2,22%

Publicado quarta-feira, 08 de setembro de 2021 às 13:50 h | Atualizado em 08/09/2021, 13:54 | Autor: Da Redação

Após novos ataques do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  ao sistema democrático brasileiro, em mais uma escalada golpista, a  Bolsa de Valores brasileira intensificou o ritmo da queda no início da tarde desta quarta-feira, 8. Às 12h32, o índice recuava 2,72%, a 114.653 pontos. 

Desde o retorno do feriado, a  Ibovespa adotava um viés negativo , com agentes financeiros repercutindo nesta quarta-feira potenciais desdobramentos de manifestações no país na véspera e ajustando posições ao comportamento de Wall Street na terça-feira, quando não houve negociação no pregão brasileiro.

No mesmo compasso, o dólar subiu acentuadamente frente ao real neste pós-feriado de 7 de Setembro, atingindo um aumento de  2,22%, sendo cotado a R$ 5,2910.

A retração do índice acionário ganha força desde a abertura do pregão, refletindo a expectativa do mercado quanto às reações do Judiciário e do Legislativo às ameaças ao sistema democrático feitas pelo presidente nesta terça-feira. 

A avaliação é que o discurso golpista de Bolsonaro colabora para o agravamento da tensão institucional no Brasil, o que pode repercutir negativamente sobre o desempenho econômico.

Publicações relacionadas