Brasil é onde os produtos da Apple são os mais caros do mundo, diz estudo

Publicado terça-feira, 30 de novembro de 2021 às 13:28 h | Atualizado em 30/11/2021, 13:32 | Autor: Da Redação

Os brasileiros estão no topo da lista dos que pagam mais caro para consumir produtos da Apple em todo o mundo. Um estudo feito por um portal de descontos em conjunto com a Statista e Nukeni fez um compilado dos preços das lojas oficiais da gigante tecnológica e comprovou que no Brasil, os preços praticados são mais caro do que em outros países.

O estudo fez uma comparação com o valor do salário mínimo recebido em cada país. No Brasil, seria necessário trabalhar o equivalente a 14 meses para comprar a versão mais recente do iPhone. Enquanto isso, na Austrália - país que possui o maior salário mínimo mundial - são necessários somente 12 dias de trabalho.

Já os americanos também estão em ótima posição, precisando apenas de 1 mês de trabalho para comprar o mesmo smartphone. Outros países emergentes, como a Turquia e Índia, também estão próximo do Brasil no quesito de maiores preços.

Ainda segundo o levantamento, no Brasil, aproximadamente 40% do preço de um iPhone é destinado para pagar a carga tributária. Além disso, o preço do dólar, em alta desde o ano passado também é mais um vilão. No último ano, o Real foi a moeda que mais de desvalorizou no mundo, com uma desvalorização de mais de 40%.

No Brasil, a Apple também possui um público fiel à marca, mais de 14% de todos os celulares vendidos, são do sistema operacional iOS.

O produto de maior sucesso ainda é o iPhone, responsável por 48% do total da receita da empresa. Porém, um segmento com um dos maiores crescimentos são os wearable (relógios, fones e acessórios) que há poucos anos representavam 5% e atualmente subiram para 11%.

Publicações relacionadas