adblock ativo

Brasil pode distribuir renda enquanto cresce, diz Dilma

Publicado segunda-feira, 10 de julho de 2006 às 12:08 h | Atualizado em 10/07/2006, 12:08 | Autor: Agencia Estado
adblock ativo

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, avaliou hoje que a progressão de seis milhões de pessoas das classes "D" e "E" para a "C" demonstra que o País pode crescer e distribuir renda ao mesmo tempo. "Não é necessário esperar que o bolo cresça para distribuir", afirmou a ministra, recorrendo à antiga metáfora do ex-ministro Delfim Netto, para comentar resultados de pesquisa Datafolha, que indicou esta mudança nas classes sociais. "É possível ir distribuindo o bolo enquanto ele vai crescendo", completou Dilma.

Para a ministra, a progressão das classes sociais foi resultado de vários fatores somados. Ela citou a estabilidade econômica, a média de 100 mil contratações ao mês com carteira assinada, o acesso da população ao crédito, o aumento do salário mínimo e a "rede de proteção social" criada pelo governo. "É um ambiente todo e uma política específica de crescimento com distribuição de renda, responsável por não só tirar três milhões da linha da pobreza, como elevar sete milhões para a classe média", declarou Dilma.

Os comentários da ministra foram feitos durante visita ao Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec), em Porto Alegre, que irá produzir circuitos integrados a partir de agosto de 2007.

adblock ativo

Publicações relacionadas