adblock ativo

Brasil terá o Natal mais desigual dos últimos 14, aponta estudo

Apesar da maior diferença entre as famílias, pesquisa constatou que o consumo em 2021 deve ser maior que 2020

Publicado sexta-feira, 24 de dezembro de 2021 às 09:36 h | Atualizado em 24/12/2021, 09:42 | Autor: Da Redação
Diferença do poder de compra entre as famílias de menor e maior poder aquisitivo cresceu
Diferença do poder de compra entre as famílias de menor e maior poder aquisitivo cresceu -
adblock ativo

Um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV IBRE), divulgado nesta quinta-feira (23), aponta que o Natal de 2021 será o mais desigual do Brasil desde o início da série histórica, em 2007. 

A desigualdade apontada tem como base a diferença do poder de consumo entre as famílias de menor e maior poder aquisitivo.

A margem entre a intenção de compra dos que ganham até R$ 4,8 mil e os que têm rendimentos acima desse valor chegou a 44,4 pontos, a maior dos últimos 14 anos.

A pesquisa também constatou que, apesar da maior diferença entre os dois públicos, o consumo para o Natal de 2021 deve ser melhor que o do ano passado: subiu de 40,7 pontos, na escala, para 60,1.

O patamar, no entanto, é inferior aos registrados nos três anos anteriores à pandemia.

adblock ativo

Publicações relacionadas