adblock ativo

Grupo vence licitação do aeroporto de Vitória da Conquista

Publicado sexta-feira, 10 de janeiro de 2014 às 07:53 h | Atualizado em 10/01/2014, 07:53 | Autor: Rodrigo Aguiar
adblock ativo

As empresas Top Engenharia e Paviservice Serviços de Pavimentação formam o grupo vencedor da licitação para construção do novo aeroporto de Vitória da Conquista, conforme aviso publicado no Diário Oficial da Bahia. O início das obras, no entanto, ainda depende do aval a Presidência da República.

Ao custo de R$ 55,5 milhões, o projeto prevê pista de pouso com 2,3 mil metros de extensão e pátio de aeronaves, entre outras instalações.

Titular da Secretaria de Infraestrutura do Estado, o vice-governador Otto Alencar explicou que a construção só começará depois que o processo licitatório for submetido à Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, por meio do Sistema de Convênios (Siconv).

Se não houver nenhum impedimento, a ordem de serviço poderá ser assinada pelo governador Jaques Wagner.

Burocracia

"Tem que jogar todo o processo licitatório no sistema, para a secretaria avaliar e dizer se pode dar a ordem de serviço. Uma burocracia que não dá para imaginar", afirma Alencar.

A "burocracia de Brasília" foi apresentada como o principal fator para o estado da maioria dos aeroportos baianos. De acordo com o titular da Seinfra, as obras em Teixeira de Freitas e Guanambi deverão ser concluídas em um prazo de até 60 dias. No aeroporto de Guanambi há uma parceira com a prefeitura local.

Em Feira de Santana, a reforma do Aeroporto João Durval Carneiro deve ser concluída em março, prevê o vice-governador. "No caso de Feira, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) demorou de aprovar o projeto de requalificação", afirma.

Mesmo com obras atrasadas em cinco meses, o Aeroporto de Salvador não preocupa Otto. "As obras são de responsabilidade da Infraero. Mas não vai comprometer (a Copa), não. Disseram que no final de abril está tudo concluído".

adblock ativo

Publicações relacionadas