adblock ativo

IR: 65 mil contribuintes baianos já declararam

Publicado sábado, 09 de março de 2013 às 13:27 h | Atualizado em 09/03/2013, 13:27 | Autor: João Pedro Pitombo
adblock ativo

Uma semana após o início do prazo para entrega das declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF),  cerca de 65 mil  contribuintes baianos já acertaram suas contas com o Leão. O volume representa cerca de 6% do total de 1,1 milhão de  declarações esperadas pela Receita Federal na Bahia este ano.

O ritmo da entrega segue o mesmo padrão dos últimos anos, quando foram registrados  volume significativo de declarações entregues já na primeira semana, retomando um volume maior nas últimas duas semanas, quando a maior parte dos contribuintes costuma declarar.

A Receita Federal orienta os contribuintes a não deixar a entrega para última hora. "É importante que quem vai declarar já reúna os documentos necessários. Quem se antecipa acaba correndo menos riscos de perder o prazo", afirma o auditor fiscal Demian Fagundes, porta-voz da Receita Federal na 5ª Região, que engloba Bahia e Sergipe.

  Fagundes lembra que os contribuintes que entregam a declaração já nas primeiras semanas terão prioridade na hora do pagamento da restituição. Também são prioritários os contribuintes que possuem mais de 60 anos.

A entrega das declarações pode ser realizada até o dia 30 de abril e pode ser feita via internet ou por meio dos "velhos" disquetes, que devem ser entregues em agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Os contribuintes também podem enviar a declaração em terminais instalados nos bancos públicos, mesmo não sendo correntista da instituição financeira. Quem perder o prazo pagará uma multa mínima de R$ 165,74. 

Mudanças - Para o ano de 2013, a principal mudança é o reajuste de 4,5% na faixa de isenção. Com isso, é obrigado a fazer a declaração o contribuinte que obteve rendimentos acima de
R$ 24.556,65 em 2012.

Outra novidade é a mudança na  regra de isenção da Participação nos Lucros e Resultados  (PLR).  A partir de 2013, apenas quem recebeu acima  de R$ 6 mil com o benefício será tributado direto na fonte, de acordo com a Medida Provisória nº 597.

Quem ainda vai declarar e está com dificuldades, pode enviar sua pergunta para a coluna Tira-Dúvidas, publicada todos os dias no jornal A TARDE. As questões devem ser enviadas para [email protected]

adblock ativo

Publicações relacionadas