Prévia da inflação em março é de 0,95%, maior em sete anos

Em Salvador, o resultado foi o segundo maior do país, atrás apenas de Curitiba

Publicado sexta-feira, 25 de março de 2022 às 10:35 h | Atualizado em 25/03/2022, 10:35 | Autor: Da Redação
Capital baiana teve inflação acima da média nacional entre março e fevereiro
Capital baiana teve inflação acima da média nacional entre março e fevereiro -

Prévia da inflação oficial do país, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) ficou em 0,95% em março após ter registrado taxa de 0,99% em janeiro. A previsão foi divulgada nesta sexta-feira, 25 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e é a maior variação para um mês de março desde 2015, quando foi de 1,24%.

Em 12 meses, a inflação atingiu 10,79%, ficando acima dos 10,76% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Com isso, o país chegou a sete meses seguidos com o índice acima de dois dígitos no acumulado em 1 ano.

De fevereiro para março, todos os nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta. O destaque ficou por conta dos alimentos e bebidas (1,95%), que respondeu por 0,40 ponto percentual do IPCA-15 do mês.

A maior variação ocorreu em Curitiba, de 1,55%, puxada pela alta de 6,47% nos preços da gasolina. Já o menor foi registrado em Brasília: 0,61%, influenciado pelas quedas nos preços das passagens aéreas (-13,23%) e da energia elétrica (-2,34%). Todas as regiões registraram aumento.

Salvador

Em 12 meses, a capital baiana registrou a segunda maior variação de preços entre as capitais analisadas pelo índice: 11,92%, atrás apenas de Curitiba. Na comparação entre março e fevereiro, a inflação na cidade foi de 1,06%, acima da média nacional.

Aumentos por grupo

Alimentação e bebidas: 1,95%

Habitação: 0,53%

Artigos de residência: 1,47%

Vestuário: 0,95%

Transportes: 0,68%

Saúde e cuidados pessoais: 1,30%

Despesas pessoais: 0,44%

Educação: 0,14%

Comunicação: 0,04%

Publicações relacionadas