adblock ativo

S&P: economia global deve ter crescimento real de 3,5% em 2015 e de 3,9% em 2016

Publicado sexta-feira, 17 de abril de 2015 às 13:12 h | Atualizado em 19/11/2021, 06:48 | Autor: Estadão Conteúdo
adblock ativo

A economia global deve ter crescimento real de 3,5% em 2015 e de 3,9% em 2016, afirmou a agência de classificação de risco Standard & Poor's no relatório Perspectiva Econômica Global. "Embora esperemos que a desaceleração na economia da China prossiga, os Estados Unidos, a zona do euro, o Japão e a Índia devem ter rápido crescimento", informa o documento.

De acordo com a S&P, a cautelosa normalização da política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) deve apoiar a movimentação da economia norte-americana de volta ao pleno emprego.

Com relação à zona do euro, a S&P afirma que o programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês) do Banco Central Europeu (BCE) é uma mudança significativa na política monetária que irá sustentar uma recuperação cíclica surpreendentemente robusta. "Deve-se dizer que - não pela primeira vez - uma atitude corajosa de Draghi salvou o dia", comentou Paul Sheard, economista chefe da S&P.

O Japão, por sua vez, após uma recessão "auto-imposta", deve registrar um crescimento razoável, à medida que o Banco Central do Japão (BoJ), continuar trabalhando para acabar com a deflação, afirmou a S&P.

Já sobre a China, a S&P prevê que a economia deve continuar desacelerando gradualmente, de acordo com a S&P. O excesso de crédito e investimento permanece um risco, mas se os problemas manifestarem-se, os formuladores de políticas monetárias devem contê-los fortemente. Gabriela Korman

adblock ativo

Publicações relacionadas