Surto de coronavírus fez ações despencarem no Ibovespa em fevereiro

Publicado segunda-feira, 02 de março de 2020 às 08:10 h | Atualizado em 02/03/2020, 08:44 | Autor: Da Redação

O surto de coronavírus levou o mercado brasileiro a apresentar uma forte queda no mês de fevereiro. O Ibovespa caiu 8,43%, a maior baixa mensal desde maio de 2018. Entre as empresas mais impactadas, estão as do ramo de aviação e turismo.

A maior queda do índice em fevereiro foi a CVC, que registrou perda 29,51%. As ações da Gol caíram 25,26%, enquanto a Azul viu seu índice cair 25,01. 

Outra ação que teve queda devido ao surto do coronavírus foi a JBS, com -17,69%. A companhia tem a China como um dos seus mercados de exportação.

As ações da resseguradora IRB Brasil tiveram queda de 25,83% em fevereiro. De acordo com o site InfoMoney, o caso tem relação com duas cartas da gestora Squadra, que apontou inconsistências nos números da companhia. 

A Ultrapar viu seus ativos caírem 23,51%. Além dos efeitos externos, a empresa teve impacto negativo após divulgar os resultados do quarto trimestre de 2019 com prejuízo de R$ 259,5 milhões.

A Ambev enfrentou forte queda em fevereiro devido aos temores de maior concorrência e de desafios para precificação que podem levar à compressão de margens. O balanço do quarto trimestre mostrou que o conglomerado perdeu R$ 20,7 bilhões em valor de mercado.

Publicações relacionadas