adblock ativo

UE: decisão grega em adiar pagamento ao FMI não significa calote

Publicado sexta-feira, 05 de junho de 2015 às 08:27 h | Atualizado em 19/11/2021, 06:51 | Autor: Estadão Conteúdo
adblock ativo

A decisão da Grécia em atrasar um pagamento da dívida devida ao Fundo Monetário Internacional (FMI) não "coloca em dúvida a capacidade de um Estado membro de honrar suas obrigações", disse a porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas, nesta sexta-feira.

Atenas disse ontem que atrasaria um reembolso de 300 milhões de euros (US$ 338,3 milhões) ao FMI, que venceria hoje, e que deve agrupar todos os pagamentos de junho em um único montante fixo no valor de 1,6 bilhão de euros. Esse pacote deve ser pago para o Fundo em 30 de junho. Fonte: Dow Jones Newswires.

adblock ativo

Publicações relacionadas