adblock ativo

Vale lamenta morte de Roger Agnelli

Publicado domingo, 20 de março de 2016 às 09:44 h | Atualizado em 20/03/2016, 10:35 | Autor: Estadão Conteúdo
Roger Agnelli
Roger Agnelli -
adblock ativo

Em nota à imprensa divulgada neste domingo (20), a Vale lamentou a morte do seu ex-presidente Roger Agnelli, de 56 anos, após queda de um avião na tarde do sábado, no Jardim São Bento, zona norte de São Paulo. No acidente aéreo também faleceram a mulher de Agnelli, Andrea, os filhos João e Anna Carolina, a nora e o genro.

"Foi com imenso pesar que a Vale recebeu a notícia do falecimento neste sábado, 20/3, de Roger Agnelli, aos 56 anos, presidente da empresa no período de julho de 2001 a maio de 2011", diz a nota. "A Vale e seus empregados se solidarizam com a dor dos familiares e amigos do executivo que tanto contribuiu para o desenvolvimento da nossa empresa."

Segundo a nota, durante os dez anos em que Roger presidiu a Vale, a companhia se consolidou como a maior produtora global de minério de ferro e a segunda maior mineradora do mundo. "Foi durante sua gestão que a Vale intensificou sua estratégia de expansão global, que levou a Vale a um novo patamar no mercado global de mineração", diz a nota.

O acidente ocorreu logo após a decolagem, ainda nas proximidades do Aeroporto do Campo de Marte - antes, o monomotor estava estacionado no hangar da Infraero. O voo tinha como destino o Aeroporto Santos Dumont, no Rio. O avião, de prefixo PRZRA, está registrado em nome de Agnelli. O avião decolou às 15h20 e caiu três minutos depois, na altura do número 110 da Rua Frei Machado, no Jardim São Bento. Pouco tempo depois, o Corpo de Bombeiros enviou 15 viaturas ao local.

adblock ativo

Publicações relacionadas