adblock ativo

Venezuela anuncia estatização da indústria de cimento

Publicado sexta-feira, 04 de abril de 2008 às 08:13 h | Atualizado em 04/04/2008, 08:13 | Autor: Agencia Estado
adblock ativo

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou ontem à noite a nacionalização da indústria de cimentos, em mais um passo de seu programa para assumir o controle de empresas que foram privatizadas anteriormente. "Nós vamos nacionalizar a indústria de cimentos", declarou Chávez, durante um encontro de gabinete transmitido pelas emissoras de televisão. "Toda a indústria de cimentos, tudo o que foi privatizado, deve retornar para as mãos do Estado", disse.

A indústria de cimentos é o segundo setor afetado em sua totalidade. No ano passado, o país decretou também que assumiria integralmente o setor de eletricidade. A decisão afetando o setor cimenteiro foi a primeira tomada após a derrota de Chávez no referendo sobre a proposta de reforma da Constituição de 1999 na Venezuela, realizado em dezembro passado. A reforma constitucional de Chávez procurava permitir a reeleição presidencial sem limite de mandatos.

Antes de ter anunciada a nacionalização do setor de cimentos, Chávez já tinha manifestado a sua preocupação com os preços elevados dos materiais de construção, além de ter prometido que estaria disposto a tomar medidas para debelar o problema da falta de casas na Venezuela.

O programa de nacionalização do presidente da Venezuela já atingiu empresas de eletricidade, companhias de telecomunicações e projetos do setor petrolífero. Chávez determinou que seus ministros tomem as medidas necessárias para que as empresas voltem ao controle da nação andina. Entre as grandes empresas estrangeiras do setor presentes no país estão a francesa Lafarge, a mexicana Cemex e a suíça Holcim. As informações são da Dow Jones.

adblock ativo

Publicações relacionadas