Busca por especialização cresceu e por graduação diminuiu durante pandemia

Publicado sábado, 04 de dezembro de 2021 às 09:52 h | Atualizado em 04/12/2021, 10:07 | Autor: Redação

Durante a pandemia, profissionais optaram por aperfeiçoar conhecimentos por meio de cursos de especialização, com crescimento de 4,8% em 2021 na comparação com 2019. No entanto, a busca por graduação recuou 5% no mesmo período, é o que mostra o levantamento elaborado pelo Instituto Semesp, entidade que representa as mantenedoras de ensino superior do Brasil.

Segundo o diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato, a pós-graduação se reinventou com as aulas remotas. Se por um lado os alunos sentiram falta da convivência com os colegas, por outro ficaram satisfeitos com a falta de necessidade de deslocamento até o local das aulas.

A queda na busca por graduação, segundo Capelato, tem a ver com a preferência desse público pelas aulas presenciais

Entre os alunos de mestrado e doutorado, apesar de ter ocorrido uma redução de 1,7% entre os anos de 2019 e 2020, houve um crescimento considerável de 18,1% em 2021, chegando a 441 mil matrículas.

De acordo com a pesquisa, a predominância é de alunos na cor branca nos cursos de especialização (716 mil alunos), o equivalente a 60% do total. Em 2021, a graduação teve participação de alunos de cor parda e preta de 48,7%, enquanto a pós-graduação lato sensu teve 38% dos estudantes. Com informações da Agência Brasil.

Publicações relacionadas