adblock ativo

Orientador administra progresso do aluno

Publicado segunda-feira, 08 de dezembro de 2014 às 13:37 h | Atualizado em 08/12/2014, 13:37 | Autor: Jair Mendonça Jr.
Claudia Blanc
Claudia Blanc -
adblock ativo

O orientador educacional é uma das figuras centrais no progresso do aluno no ambiente escolar. Em parceria com os professores, o profissional ajuda a compreender o comportamento dos jovens, intervindo de maneira apropriada em relação a ele, além de ouvir e dialogar com os pais.

Para ter sucesso na tarefa, é necessário que construa uma relação de confiança que permita administrar os diferentes pontos de vista, ter a habilidade de negociar e prever ações, conforme explica Cláudia Blanc, psicopedagoga e orientadora educacional no Colégio Salesiano Dom Bosco, Paralela.

"Além disso, trabalhamos na intermediação de conflitos escolares e ajudamos os professores a lidarem com estudantes com dificuldade de aprendizagem. Ser um orientador é permitir-se mais, questionar mais, estar atento as mudanças e, principalmente, ter uma relação sócio-afetiva equilibrada", afirma a psicopedagoga.

Alternativas

Embora esse seja um serviço de suma importância, muitas escolas não têm esse profissional na equipe.
Para Cristina França, coordenadora geral do Salesiano, o orientador é o profissional dentro da escola que pode encontrar alternativas de ações que possibilitem ao professor rever sua prática.

"Rever a forma como se relaciona com os educandos e seus próprios colegas educadores, descobrir que tipo de professor é, construir seu próprio conhecimento e sua identidade profissional são atribuições destes profissionais de extrema importância", ressalta.

Para Telma Barreto, psicopedagoga e orientadora no colégio Anchieta, Pituba, a família também tem papel fundamental no processo educacional do aluno.
"É necessário que todos os envolvidos no processo desenvolvam percepções mais precisas sobre os seus papéis, para que possam atuar de forma mais consistente e apropriada", destaca

Especialistas afirmam que a educação humanística tem perdido espaço em relação ao preparo para o mercado de trabalho. Silvana Bulcão, orientadora no colégio São Paulo, Pituba, explica como reinserir o padrão humanista na educação.

Valores

"Possibilitando ao estudante atividades que envolvam valores humanistas, participação em projetos humanitários e convívio com a diversidade. Essas ações, com certeza, favorecerão escutas mais sensíveis, sujeitos mais éticos e responsáveis pela a justiça social", sugere.

Mãe de dois adolescentes, Shirley Martinez, que é técnica em contabilidade, disse que o SOE está sendo fundamental para o desenvolvimento dos filhos. "O SOE extrapola os limites da escola. A fase da adolescência é muito complicada e eles (orientadores) sabem lidar com esses conflitos", afirma.

A profissão de orientador educacional foi regulamentada em 21 de dezembro de 1968, por meio da Lei nº 5.564. A média salarial é de R$ 2.087. Para seguir a carreira é necessário ter curso superior de pedagogia ou pós-graduação em Orientação Educacional.

Em uma instituição escolar, enquanto o orientador é um dos profissionais da equipe de gestão, o coordenador pedagógico garante o cumprimento do planejamento e dá suporte formativo aos educadores, fazendo a ponte entre pais e educadores.

adblock ativo

Publicações relacionadas