Expansão do setor de estética impulsiona a profissionalização

Publicado domingo, 20 de outubro de 2019 às 14:09 h | Atualizado em 20/10/2019, 14:37 | Autor: Priscila Dórea* | Foto: Uendel Galter | Ag. A TARDE

Uma pele saudável com ou sem maquiagem. Um cabelo lindo em um elaborado penteado e na manhã seguinte depois da noitada. A estética pode ressaltar tanto a beleza quanto a saúde, e investir nesse mercado tem se mostrado um bom negócio. Ocupando o 4º lugar no ranking mundial do setor, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o Brasil está atrás apenas dos EUA, China e Japão, sendo o líder absoluto na América Latina, onde é responsável por 48,6% do faturamento.

“A capacitação além da faculdade não só aumenta as chances dentro desse mercado tão concorrido, mas também garante que eles tenham embasamento para atuar em áreas diversas”, explica Maria Clara Pavie. Docente da graduação e pós-graduação da Unifacs, Maria Clara diz que essa é a chave para crescer no setor: o estudo constante. E de estudo Elaine Pereira Almeida entende muito bem.

Sócia-diretora da Boutique Hair Spa (@boutiquehairspa_oficial), Elaine tem formação superior em cosmetologia e estética, com pós-graduação em tricologia e terapia capilar, especialização internacional em microscopia polarizada, é membro da Sociedade Italiana de Tricologia e ainda possui especialização em tricologia quântica integrativa. Resumindo: Elaine entende muito bem sobre seu cabelo e diversas formas de deixá-lo saudável.

A empresária conta que o primeiro passo para empreender é encontrar uma área que ame. “Lembre que serão horas exaustivas de trabalho, e esse quesito é crucial. Depois se especialize! Não tenha pena de comprar conhecimento e sair do óbvio, ofereça um serviço com diferencial, qualidade e busque inovação sempre”.

Fundada em 2010, a Boutique Hair Spa (que já teve três unidades) hoje concentra seus serviços de tricologia e terapia capilar atendendo no Shopping Bela Vista, com uma equipe de oito funcionários.

“É preciso investir em cursos e materiais. Essa é uma área onde a novidade é constante”, reforça a estudante Paloma Sampaio. Depois de cursar por três anos publicidade e propaganda, foi durante um curso sem compromisso onde aprendeu sobre maquiagem, design de sobrancelhas e penteados que ela começou a trabalhar na área e trocou o curso de publicidade pelo de estética.

É por meio do perfil do Instagram (@ps.make) que Paloma divulga seu trabalho. A estudante investiu cerca de

R$ 5 mil para iniciar seu negócio maquiando e criando penteados, tanto em seu local de trabalho quanto na casa dos clientes.

Prestes a se formar, ela continua com os cursos em paralelo com a faculdade e comenta que eles são indispensáveis no setor. “Novos produtos e técnicas surgem diariamente, e até mesmo um curso não será o mesmo se você fizer duas vezes. Não digo que as pessoas devem fazer dez em um ano, mas uns dois ou três são importantes para abrir sua mente e os horizontes”.

Geração de emprego

A geração de emprego direto no setor é incentivadora. Dados da Abihpec apontam que, após uma leve queda em 2015 e 2016, o setor voltou a apresentar crescimento pelo segundo ano consecutivo, e em 2018 gerou 125,7 mil empregos diretos. Porém um dos grandes problemas do setor são os tributos, aponta João Carlos Basílio, presidente-executivo da Abihpec.

“Dados iniciais de janeiro a julho deste ano confirmam que houve um crescimento de 1,5% em relação a 2018, mas também uma retração de 10,9% no volume de vendas no mesmo período”. De acordo com ele, a alta carga tributária do setor dificulta o acesso da população aos produtos, mesmo que sejam itens essenciais para a manutenção da saúde e bem-estar.

“Independentemente dos números, este setor possui grande importância para a população, pois é essencial tanto no âmbito dos cuidados com saúde, bem-estar e autoestima das pessoas quanto no âmbito econômico e social, promovendo investimento, inovação, geração de emprego e oportunidades de trabalho”, destaca João Carlos.

*Sob a supervisão da editora cassandra Barteló

Publicações relacionadas